sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

2008 em frases: 'As roupas da Ruth eu pagava'

AP/Granma
Janeiro

- "Estou limpo. Esse processo já é coisa do passado. Vou trabalhar com gastronomia, que é o que eu gosto." (Silvinho Pereira, ex-secretário-geral do PT, depois de fechar acordo judicial para sair do banco de réus do mensalão em troca de serviços comunitários).

- "Rezem para mim. O negócio está feio. Estou saindo satisfeito porque sou assim mesmo, mas que a coisa é preta, é." (Vice- presidente José Alencar, na saída do hospital Sírio-Libanês, depois de sessões de quimioterapia contra o câncer).

Fevereiro

- "Não me despeço de vocês. Desejo combater como soldado das idéias. Continuarei escrevendo sob o título 'Reflexões do companheiro Fidel'. Será uma arma a mais em nosso arsenal". (Fidel Castro, descendo à tumba, imaginando-se ainda detentor de um 'arsenal' de idéias aproveitáveis).

- "Me parece que o uso do cartão corporativo se transformou numa espécie de mensalinho para alguns privilegiados do governo." (José Agripino Maia, líder do DEM).

- "Não tem com que se preocupar. As roupas da Ruth, era eu mesmo quem pagava." (FHC, ao comentar a CPI que investigaria gastos com cartões corporativos).

- "Para nós, quanto menor a transparência, maior é o grau de segurança." (General Jorge Felix, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, sobre a conveniência de manter à sombra as faturas dos cartões do Planalto).

- "Transparência, no governo Lula, é como lingerie de bordel: o que revela é sempre um escândalo." (Roberto Jefferson, presidente do PTB).

- "Um homem negro não ficaria muito tempo na posição de presidente dos Estados Unidos. Provavelmente o matariam." (Doris Lessing, escritora britânica, Nobel de Literatura, referindo-se ao então pré-candidato democrata Barack Obama).

Março

- "Nossa economia é resistente e, a longo prazo, confio que continuará crescendo, porque seus fundamentos são sólidos". (George Bush, risonho, discorrendo sobre o futuro no instante em que a crise engolia o presente. O dos EUA e o do resto do mundo).

- "Sabemos que estamos em forte desaceleração." (Henry Paulson, secretário do Tesouro dos EUA, em locução premonitória).

- "Essa crise é trinta vezes mais forte do que a da Malásia, porque é na maior economia do mundo (...). E até agora não aconteceu nada com nosso querido Brasil." (Lula, numa versão preliminar do presidente-marolinha).

- "Senhor ministro da Defesa, mova dez batalhões até a fronteira com a Colômbia, de imediato, batalhões de tanques. Eles que não pensem em fazer o mesmo aqui, porque seria muito grave, seria motivo de guerra." (Hugo Chávez, em meio à crise provocada pelo ataque do Exército colombiano a guerrilheiros das Farc, em solo equatoriano).

- "Hugo Chávez tem mais peso na língua do que nos fatos." (Alfonso Gómez Méndez, líder do Partido Liberal da Colômbia, de oposição a Uribe).

- "Do ponto de vista prático, a Colômbia poderia ter pedido ao Equador que fizesse a prisão [de Raul Reyes, das Farc, morto na operação]. Mas isso não aconteceu." (Lula).

- "Já se escutam com força as trombetas da guerra." (Fidel Castro, como que desejoso de ver o circo pegar fogo na América Latina).

- "Se eu vier a me candidatar à Presidência da República, minha candidatura não será anti-Lula, mas pós-lula." (Aécio Neves, governador de Minas e presidenciável do PSDB).

- "Há uma patrulha ideológica que tenta implodir pontes para o diálogo entre o PT e o PSDB, mas, nem que fosse uma pinguela, eu iria ajudar a construir." (Aloizio Mercadante, um dos poucos petistas que se animaram a defender a aliança do PT com Aécio, em Minas).

- "Não há uma pessoa humana embrionária. Mas embrião de pessoa humana." (Ministro Carlos Ayres Britto, do STF, ao justificar o voto favorável à liberação das pesquisas com células-tronco).

- "Seria tão bom se o Poder Judiciário metesse o nariz apenas nas coisas deles, o Legislativo apenas nas coisas deles e o Executivo apenas nas coisas deles. Nós iríamos criar a harmonia estabelecida na Constituição." (Lula, irritado com o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, que enxergara propósitos eleitoreiros no programa Territórios da Cidadania).

- "O que eu disse, repito: no ano eleitoral não podemos ter incremento, alargamento de programas sociais. O programa pode ser elogiável, mas tem época em que não deve ser implantado. As regras jurídicas não são de fachada. Paga-se um preço por viver em uma democracia." (Marco Aurélio Mello, dando de ombros para a irritação de Lula).

- "Nós estamos em estol. Nessa velocidade, qualquer coisa que sair errada te leva para o chão." (Alan Greenspan, ex-presidente do Fed, valendo-se de uma analogia aeronáutica -"perda total da sustentação"- para fazer soar os tambores da crise americana).

Abril

- "A Dilma é uma espécie de mãe do PAC". (Lula, num pa©mício no Rio, exibindo a munição da candidata à sua sucessão).

- "Vim para mostrar o aumento do PIB e para botar o PIB na mesa." (Guido Mantega, posando de macho em encontro com economistas de agências de avaliação do risco-país, nos EUA).

- "Eu queria desejar e dirigir um especial cumprimento às mulheres aqui da frente que hoje animam, sem dúvida, este comício." (Dilma Rousseff, a dodói de Lula, trocando as bolas em cerimônia oficial do PAC, em Belo Horizonte).

- "Estou com a gripe Dilma Rousseff. Exige um dossiê de remédios." (Rita Lee, durante um show).

- "Se não fiz dossiês em 2005, na época em que precisava fazer enfrentamentos, por que os faria agora? A quem pode interessar isso agora?" (Lula, tirando o corpo fora da nova trapalhada de seus aloprados).

- "O Lula deseja fazer seu sucessor. Mas eu digo que, se você perguntar aos brasileiros, o que os brasileiros desejam é que Lula fique mais tempo no poder." (O vice José Alencar, num ataque de febre continuísta).

Escrito por Josias de Souza às 06h18

Comentários (13) | Enviar por e-mail | Permalink

2008 em frases: 'Eu não soube que era travesti'

Lucas Dolega/EFE
Maio

- "Reconheço que saiu da minha máquina, mas foi sem dolo nem má-fé. Tive uma surpresa quando percebi que tinha enviado." (José Aparecido Nunes Pires, ex-funcionário da Casa Civil, com dificuldades para explicar como o arquivo com o dossiê anti-FHC foi parar na caixa de e-mails de André Fernandes, assessor do tucano senador Alvaro Dias).

- "Ele só falava para mim que foi a Erenice [Guerra] que preparou um dossiê. Ele usou um banco de dados seletivo. Ele me contou que no dia 8 de fevereiro foi chamado para fazer isso." (André Fernandes, arrastando a secretária executiva da Casa Civil, lugar-tenente de Dilma, para o centro da encrenca do dossiê).

- "O Lula nunca fez um gesto de diálogo, nunca. Definiram, a meu ver equivocadamente, o PSDB como adversário principal. Foram buscar apoio no que havia de mais podre na política brasileira, e deu no mensalão." (FHC, esquecendo-se, em entrevista a Ricardo Kotscho, que também recorrera a aliados 'podres').

- "É como um cofrinho. Você tem o seu salário e faz as suas despesas. No fim do mês, o que sobrar vai ser colocado em um cofrinho." (Guido Mantega, explicando a jornalistas, em linguagem infantil, como funcionaria o Fundo Soberano).

- "Em nenhum momento soube que era travesti. Sou completamente heterosexual". (Ronaldo, o 'Fenômeno', tentando explicar o inexplicável).

- "A parte íntima da vida dele não interessa a ninguém, e ele não nos deve satisfação. A vida é assim: complexa e bonita, como os travestis." (Caetano Veloso, o especialista em assuntos aleatórios, saindo em socorro do craque).

- "Eu não brinco com democracia, porque toda vez que se brinca com democracia a gente quebra a cara. A alternância de poder é importante. Toda vez que um dirigente político se acha imprescindível e insubstituível, está começando a nascer um pequeno ditadorzinho dentro dele." (Lula, em Manaus, em pajelança do PAC, chutando a macumba do terceiro reinado).

- "Eu tinha 19 anos. Fiquei três anos na cadeia. E fui barbaramente torturada, senador. Qualquer pessoa que ousa dizer a verdade para interrogador compromete a vida dos seus iguais." (Dilma Rousseff, no Senado, dando o troco a uma provocação inábil do 'demo' José Agripino Maia).

- "Os esforços do Fed nos últimos nove meses me lembram a antiga série de TV MacGyver, cujo herói saía de situações difíceis montando dispositivos inteligentes com objetos caseiros e fita adesiva." (O economista Paul Krugman, farejando a encrenca que resultaria dos 'arranjos improvisados' do banco central americano diante de uma crise até então apenas imobiliária).

- "Ninguém consegue fazer tudo em oito ou dez anos." (Lula, numa recaída continuísta).

- "Eu não sei nem falar direito a palavra [investment grade], mas, se a gente for traduzir isso para uma linguagem que os brasileiros entendem, o Brasil foi declarado um país sério." (Lula, decodificando para o eleitorado do Bolsa Família o significado da elevação do Brasil ao grau de investimento pela agência Standard & Poor's).

- "Não estou certo do que vou fazer depois de deixar a Presidência. Logo após o seu mandato, o vice-presidente Al Gore ganhou um Oscar e um Prêmio Nobel. Quem sabe eu poderia ganhar um prêmio. A loteria, por exemplo." (O presidente George Bush, fazendo piada para jornalistas na fase pré-crise).

Junho

- "Em nome de Serra, venho trazer essa saudação a Geraldo Alckmin." (Alberto Goldman, vice-governador tucano de São Paulo, em plena convenção do DEM, trocando o nome do candidato 'demo' Gilberto Kassab pelo do tucano Alckmin).

- "Nós estaremos juntos de qualquer forma. Se não for agora, de imediato, será daqui a noventa dias. Por isso, trago esta saudação ao companheiro Geraldo Kassab." (Goldman, no mesmo discurso, trocando as bolas pela segunda vez).

- "Eles adotaram aquilo que o comunicador de Hitler, Joseph Goebbels, dizia: uma mentira repetida muitas vezes torna-se verdade. E como mentem. Eles agora querem inventar trocando as letras, chamando de CSS." (O senador Mão Santa, do PMDB piauiense, erguendo barricadas contra a recriação da CPMF, que acabaria empacada na Câmara).

- "São as mesmas forças que mataram Getúlio, fizeram Jango renunciar e expulsaram Brizola do país. Isso faz parte da vida, e eu não fujo da luta." (Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, tentando dar verniz histórico à trapaça do desvio de verbas do BNDES).

- "A situação é gravíssima. Tem algum termo mais forte que gravíssimo?" (Inocêncio Oliveira, corregedor da Câmara, qualificando o escândalo que enredou o colega Paulinho. Um escândalo que, depois, o Conselho de Ética mandaria ao arquivo).

- "Ninguém que tiver cometido algum erro vai ser protegido por nós, não vamos salvar a pele de ninguém." (José Serra, o governador tucano de São Paulo, prometendo isenção na apuração do esquema de pagamento de propinas da multinacional Alstom, que fez negócios durante o governo Covas).

- "A causa é maior que o cargo, que está a serviço da causa" (Marina Silva, explicando a razão do desembarque do ministério do Meio Ambiente).

- "O Minc já falou em uma semana mais do que a Marina falou em cinco anos e meio." (Lula, na posse de Carlos Minc, realçando as diferenças do sucessor de Marina).

- "Os amigos daqui me advertiram de que há uma ordem de captura... [Mas me disseram que] a cúpula do governo, com apoio de Celso Amorim, estava a par. Eles não apoiariam uma captura por crimes políticos." (Trecho de e-mail de Olivério Medina, 'embaixador' das Farc no Brasil, pescado no computador de Raúl Reyes, o mandachuva das Farc, morto por soldados colombianos no Equador).

Escrito por Josias de Souza às 06h09

Comentários (6) | Enviar por e-mail | Permalink

2008 em frases: 'Que crise? Vai perguntar pro Bush!'

Thomas Coex/AFP


Julho

- "Nessa questão da sucessão à Presidência,, eu estou subordinado ao presidente Lula, que, como é óbvio, não me tem como pré-candidato." (O ministro petista da Justiça Tarso Genro, num rompante de realismo político).

- "Se você ligar para mim, quem vai atender vai ser o Gilberto Carvalho. Peça a Deus para seu telefone não estar sendo gravado, senão vai aparecer sua conversa." (Lula, abespinhado com o grampo que da Satiagraha, que pilhou conversa do seu chefe-de-gabinete com um dos advogados a soldo de Daniel Dantas, o ex-deputado petista Luiz Eduardo Greenhalgh).

- "Espero que Daniel Dantas tenha o mais amplo direito de defesa, que consiga provar que é inocente." (Tarso Genro, na fase em que a PF ainda não transformara o investigador Protógenes em investigado).

- "Este magistrado tem consciência de que, como funcionário público, serve ao povo, verdadeiro legislador e juiz, e para corresponder à sua confiança não abre mão dos deveres inerentes ao cargo que ocupa." (Fausto Martin de Sanctis, o juiz da Satiagraha, depois de mandar prender Naji Nahas, Celso Pitta, Daniel Dantas e Cia).

- "Saí do país usando meu passaporte, com carimbo e tudo." (O sem-banco Salvatore Cacciola, tentando negar que fugira do Brasil para a Itália).

- "É ilusão pensar que inflação elevada não vá levar à redução da atividade econômica. Já conhecemos essa história no Brasil." (O presidente do BC, Henrique Meirelles, justificando a política de juros lunares como tática de combate à inflação).

- "Se eles nos congelarem, não haverá mais petróleo para os EUA. E o preço do petróleo vai a US$ 300 o barril." (O companheiro Hugo Chávez, numa fase em que não lhe passava pela cabeça que a cotação do petróleo roçaria os US$ 50).

Agosto

- "Da mesma forma que a gente faz a reforma agrária na terra, vamos fazer uma reforma aquária, na água." (Lula, justificando a inacreditável proposta de converter a Secretaria da Pesca em ministério).

- "Se fosse por importância econômica, seria melhor criar o ministério da Banana, que movimenta 7 milhões de toneladas por ano." (O líder tucano José Aníbal (SP), expondo o ridículo do projeto, que seria, depois, retirado pelo Planalto).

- "Agora posso dizer o que quiser; xingar, se eu quiser; dizer que amo, dizer que odeio. Não preciso ser politicamente correto, no sentido da ética pública." (Gilberto Gil, depois de bater em retirada do ministério da Cultura).

- "Precisamos tratar um pouco melhor os nossos mortos. Esse martírio nunca vai acabar se a gente não aprender a transformá-los em heróis." (Lula, atiçando a polêmica da revisão da Lei da Anistia. Um debate que agora quer abafar).

- "Temos de fazer uma lei adequada ao nosso país. Não adianta querer fazer lei de país civilizado porque este país não o é." (O juiz da Satiagraha, Fausto Martin De Sanctis, num rasgo de sinceridade na CPI dp Grampo).

- "Nós deixamos ainda mais claro, ainda mais explícito que o nepotismo é proibido em toda a administração pública brasileira." (O ministro Carlos Ayres Britto, do STF, nas pegadas da decisão que proibiu o nepotismo nos três poderes).

- "Toda polícia do mundo usa algemas. Temos que garantir a integridade do preso, do policial e de terceiros." (O diretor da PF, Luiz Fernando Corrêa, abespinhado com a decisão do Supremo que limitou o uso de algemas em operações policiais).

- "O importante é que cumpram as decisões do Supremo. Se ele cumpre de bom humor, de mau humor, se cumpre rindo ou se cumpre chorando, essa é uma outra questão." (Gilmar Mendes, o presidente do STF, dando de ombros para os queixumes da PF).

- "Eu digo todo dia: governo para todos, não discrimino ninguém. Mas faço como a minha mãe. Se eu tiver um bife, não tem um filho mais bonito que vai comer sozinho, não. Todos vão dar uma lambidinha." (Lula, na inauguração de uma universidade no Ceará).

- "Não sou amarelão." (O ginasta Diego Hypólito, justificando a queda que converteu em fiasco uma das esperanças de ouro da delegação brasileira nas olimpíadas de Pequim).

Setembro

- "Vayanse al carajo yankees de mierda, que aqui hay um pueblo digno". (Hugo Chávez, valendo-se de um linguajar que transforma o 'sifu' de Lula em vocábulo de criança).

- "O Brasil está preparado para enfrentar uma situação adversa dos mercados. Mas não existe descolamento completo de nenhuma economia." (Henrique Meirelles na ilha de realismo do BC).

- "Que crise? Vai perguntar pro Bush!" (Lula, em resposta a jornalista que lhe perguntaram o que achava da crise).

- "Todos os que achavam que havia uma luz no fim do túnel agora se dão conta de que é uma locomotiva, que vem em sua direção." (Peer Steinbrueck, ministro das Finanças da Alemanha).

- "O Brasil estaria de quatro, em outra situação." (Guido Mantega, comparando a crise atual com as encrencas financeiras que engolfaram a gestão FHC).

- "Temos de pôr as barbas de molho. O ministro [Mantega] não tem barba, mas tem de ficar um pouco mais alerta antes que a barba cresça." (FHC, evitando se dar por achado).

- "Para mim, o modelo é contínuo. Um modelo sem a presença de ilhas. Os índios brasileiros são visceralmente avessos a qualquer idéia de nichos, guetos, cercas, muros, viveiros." (Carlos Ayres Britto, ao relatar o processo da demarcação da reserva Raposa Serra do Sol).

Escrito por Josias de Souza às 06h01

Comentários (9) | Enviar por e-mail | Permalink

2008 em frases: 'Aqui, se chegar, será marolinha'

Rogério Cassimiro/Folha


Outubro

- "Graças a Deus, a crise americana não atravessou o Atlântico." (Lula, em nova demonstração de otimismo surreal);

- "Nós vamos ter alguns problemas momentâneos, mas temos robustez suficiente para superar essa imensa fase de contágio com uma pequenininha gripe." (Dilma Rousseff, aderindo ao lero-lero do chefe).

- "Aqui, se a crise chegar, vai ser uma marolinha." (Lula, proferindo aquela que teria potencial para vencer qualquer concurso de frase do ano).

- "É um empréstimo de mais de 200 milhões de dólares para um projeto que não presta." (Rafael Correa, presidente do Equador, mostrando os dentes pela primeira vez ao BNDES, às voltas com o risco de calote).

- "Agora quero que se dane!" (Geraldo Alckmin, já reduzido a uma terceira colocação nas pesquisas paulistanas, ao ser informado de que a cúpula do PSDB soltaria uma nota de apoio à candidatura dele).

- "Escreve aí: a Marta vai ganhar." (Lula, numa demonstração de que se sai melhor como presidente do que como vidente).

- "Se uma jornalista não pode ser prefeita, por que um torneiro mecânico pode ser presidente?" (Micarla de Sousa, depois de surrar o petismo na disputa pela prefeitura de Natal, rebatendo críticas que Lula fizera a ela).

- "O importante em relação a um candidato é o caráter. Se ele é solteiro, viúvo, divorciado, casado, se tem filhos ou não, é a vida pessoal de cada um." (O 'demo' Gilberto Kassab, reagindo a insinuações levadas ao ar na propaganda da rival petista Marta Suplicy).

- "Eu acho muito importante saber a trajetória, o DNA de uma candidatura, e a biografia de um candidato." (Marta Suplicy, tentando dar ares de normalidade ao que era deplorável).

- "Agora vamos vencer a máquina estadual, a federal e a Universal." (Fernando Gabeira, antes de ser vencido pelas máquinas estadual e federal).

Novembro

- "O PT não perdeu na capital. Deixou de ganhar." (Aloizio Mercadante, o senador petista).

- "Quem vence em São Paulo vence as eleições." (Sérgio Guerra, o presidente do PSDB, pegando carona na vitória da parceria Serra-Kassab).

- "Ninguém falou mal do governo, ninguém falou mal do presidente Lula." (Lula, faturando o refresco que lhe deram os candidatos a prefeito de todos os partidos).

- "Yes, we can" (Barack Obama, já eleito, repisando o bordão de sua campanha).

- "Há uma diferença muito grande entre ganhar uma eleição e governar um país como os EUA. Vamos esperar que ele tome posse para ver o que vai acontecer." (Lula, com ares de quem conhece do riscado).

- "Se Obama fracassar, a frustração será tão grande que serão necessários muitos séculos para que um negro seja de novo eleito presidente dos Estados Unidos." (Lula).

- "Obama é jovem, bonito e também bronzeado." (Silvio Berlusconi, primeiro-ministro da Itália, festejando, à maneira dele, a eleição de Barack Obama).

- "O presidente eleito, Obama, será presidente de todos os americanos. O fato de ele ser negro vem em segundo plano, mesmo que isso confira à sua eleição um caráter histórico." (Colin Powell, republicano, negro, ex-secretário de Estado da gestão Bush, soltando fogos pela vitória do democrata Obama, a quem manifestara apoio).

Dezembro

- "Não dá para identificar de onde vem essa força. Há diversos colaboradores do bandido Daniel Dantas com a tentativa de produzir provas por meio de investigações. E isso durante todo o processo". (Protógenes Queiroz, enigmático, falando sobre as pressões que diz ter recebido enquanto esteve à frente da Satiagraha).

- "Vamos usar todos os mecanismos para repudiar esta dívida ilegítima e corrupta." (Rafael Correa, presidente do Equador, renegando o financiamento do BNDES).

- "A questão da dívida externa dos países da região é um tema que já está instalado na agenda internacional." (Fernando Lugo, presidente do Paraguai, dando sinais de que é a próxima encrenca companheira).

- "Na medida em que todo mundo fala em crise, toma café de crise, almoça crise, janta crise, dorme com crise e acorda com crise, isso vai criando um determinado pânico na sociedade, e as pessoas começam a se retrair." (Lula, agora já impressionado com o vulto da marolinha).

- "Em 2010, 2011, não estarei mais aqui [em São Paulo]. Meu mandato termina em 2010." (José Serra, deixando claro que o que lhe interessa não é a reeleição para o Bandeirantes, mas a eleição para o Planalto).

- "Para êxito do governo, Dilma é a sacerdotisa do serviço público." (José Sarney, desafeto de Serra, afagando a preferida de Lula na inauguração de um trecho da Ferrovia Norte-Sul, no Tocantins).

- "Ganhamos musculatura e acumulamos força para o período mais difícil." (Guido Mantega, festejando o PIB de 6,8% do terceiro trimestre e admitindo, finalmente, que haverá tempos difíceis).

- "É melhor reduzir temporariamente a jornada e os salários do que perder o emprego." (Armando Monteiro Neto, presidente da CNI, alvejando os direitos da CLT).

- "Não sei o que o sujeito disse, só vi seus sapatos. Se querem saber, eram 42." (George Bush, riso amarelo, reagindo às sapatadas de que foi alvo no Iraque).

- "Gente, por favor. Ninguém tire os sapatos porque, aqui, como é muito calor, a gente vai perceber antes de alguém decidir jogá-lo, por causa do chulé." (Lula, na entrevista da cúpula da América Latina e do Caribe, fazendo piada com a desgraça alheia).

- "Quero dizer, com toda a serenidade, que a crise não nos assusta. O país está preparado e tem comando. Seguiremos acompanhando com lupa a situação da economia, 24 horas por dia. O que tiver que ser feito será feito. No tempo certo e na dose adequada. E sempre dialogando com o país". (Lula, tranqüilizando o país num discurso natalino exibido em rede de rádio e TV).

Escrito por Josias de Souza às 05h4

terça-feira, 23 de dezembro de 2008



Do Millôr

Reforma da Constituição
Como mais uma reforma da constituição vem aí, quero dar a minha contribuição. Peço aos congressistas que não descartem a obrigação de me ouvir, dando de ombros e dizendo: "Coisa de humorista!" É bom não esquecer; quem, há meia dúzia de anos salvou 571 passageiros do navio grego Oceanos foram os comediantes que estavam a bordo. E havia lá dentro até alguns congressistas de vários países.. Vejam se, desta vez, nos ajudam. Nosso barco também está indo ao fundo. Minha proposta constitucional é simples e, se aprovada em urgência urgentíssima, ainda pode salvar o Rio de ressacas humanas.
ART. ÚNICO: "NENHUM ADMINISTRADOR PÚBLICO PODE ASSINAR QUALQUER DOCUMENTO, NO SEGUNDO EXPEDIENTE DE TRABALHO, SEM ANTES SER SUBMETIDO A UM BAFÔMETRO."

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Foto do Ano







Imagem divulgada hoje pela Unicef mostra foto de Alice Smeets, ganhadora do prêmio de Foto do Ano promovido pela entidade. A fotografia, que mostra uma menina no subúrbio de Porto Príncipe, no Haiti, foi obtida em julho de 2007

Só No Sapatinho...

Do blog do aranha:

O Ano Dos Sapatos e Das Sapatas: Bush e Repórter Iraquiano;

 Daniela Mercury e Alline Rosa; Marina Lima e Gal Costa...

 Presidentes Tiram o Seu Sarro Durante 'Cópula' das Américas




A sapatada -infelizmente- malfadada no presidente G. Bush, no Iraque,
 ainda rende pano pra manga.
 O presidente mexicano, Felipe Calderón, brincou nesta quarta-feira (17),
 antes do começo da coletiva dos presidentes, ao findar da Cúpula América 
Latrina e Caribe. "Guardem seus sapatos, por favor", disse ao chegar na
 sala, fazendo a alegria dos jornalistas.

Sempre gaiato, o conhaque-presidente Luizinho Lula da Silva também
 não podia ficar fora desta. Segundo o molusco, com esse calor 'miserável'
 em Salvador, os jornalistas não deveriam
 ficar descalços para atacar as autoridades. "Gente, por favor, ninguém
 tira o sapato. Aqui, como é muito calor, quando alguém tirar o sapato
 a gente vai perceber por causa do chulé", disse rindo.

Este ano, que bem poderia ser o ano do 'Leão de Ouro', 
não foram apenas sapatos a causar furor e polêmica, mas também as sapatas.
 Vide os casos de Daniela Mercury e Alline Rosa; Marina lima e Gal costa.

CÂMARA NÃO VAI ASSINAR PROMULGAÇÃO DA PEC DOS VEREADORES

Do site da Câmara dos Deputados:

Mesa Diretora decidiu, por unanimidade, não assinar a promulgação da PEC dos Vereadores (333/04), aprovada nesta madrugada pelo Senado. As mudanças constitucionais aprovadas pela Câmara e pelo Senado devem ser promulgadas pelas mesas das duas casas antes de entrar em vigor.

A PEC 
já havia sido aprovada pela Câmara em maio deste ano e aumenta o número de vereadores dos atuais 51.748 para 59.791. Os senadores, no entanto, modificaram os percentuais das receitas municipais que poderão ser destinadas às câmaras de vereadores.

O segundo vice-presidente da Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), explicou que a Mesa avaliou que a proposta foi alterada substancialmente no Senado e que, portanto, deve retornar à Câmara para nova análise. Inocêncio acredita que a PEC deve tramitar no próximo ano e que as alterações propostas só devem valer para o próximo mandato (2013-2017). 

Inocêncio acredita que não seria justo a medida começar a valer agora já que os vereadores que tomarão posse em janeiro disputaram a eleição sabendo o número de vagas que havia

NA MADRUGADA, SENADO APROVA "PEC DOS VEREADORES"

Do blog Pimenta na muqueca
1 - Artigo garante validade imediata da PEC

2 - Itabuna e Ilhéus terão 21 vereadores, cada

O Senado Federal trabalhou até a madrugada desta quinta-feira, 18, para aprovar a proposta de emenda constitucional (PEC) que amplia o número de vereadores em quase todos os municípios brasileiros.

No segundo e decisivo turno, 58 senadores votaram pela aprovação da PEC 20/08, cinco foram contrários e um se absteve.

A aprovação cria 7.343 novas vagas nas câmaras municipais. A emenda constitucional será promulgada nesta quinta-feira e valerá imediatamente devido a mudanças na proposta.

Em Itabuna, o número de vereadores saltará de 13 para 21, assim como em Ilhéus. No sul da Bahia, municípios como Itajuípe, Buerarema e Ibicaraí passam de nove a 11 vereadores por terem entre 15 mil e 30 mil habitantes.

Camacan, Canavieiras, Gandu, Mucuri e Ipiaú saltam para 13, pois têm mais de 30 mil e menos de 50 mil habitantes.

Quando a PEC for promulgada, Itabuna terá garantido mais oito novos vereadores. São eles Dilma do INPS (PTN), Glebão (PV), Del Gally (PTdoB), Júnior Brandão (PR), Antônio Carlos Prado (PMDB), Piçara (PSDB), Nadson Monteiro (PPS) e Rosivaldo Pinheiro (PCdoB).

Já em Ilhéus, os "filhos da PEC" são Arléo Barbosa (PTdoB), Cosme Araújo (PDT), Dero (PMN), Francisco Sampaio (PSDB), Fábio Magal (PSC), Chico Xavier (PMDB), Raimundo do Basílio (PTB) e Rafael Mendonça (PT).

Para aprovar a emenda constitucional, o Senado realizou um total de oito sessões seguidas nesta noite/madrugada de quarta para quinta-feira. Tudo para criar as 7.343 vagas.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

"Estou na geladeira e não vão me tirar de lá", diz Chico Anysio

DAYANNE MIKEVIS
da Folha Online
O ator e humorista Chico Anysio, afastado da TV, afirmou que nenhuma emissora ousa pagar sua multa de rescisão de contrato de R$ 5 milhões e por isso ele vai continuar na "geladeira" por mais tempo.

Questionado sobre quando voltaria à TV, na pré-estréia do filme "Se Eu Fosse Você 2", Anysio respondeu: "Acho que nunca, estou na geladeira e não vão me tirar de lá. Eu não sei porquê, devo ter feito alguma coisa terrível ou alguém falou que eu fiz e eles acreditaram, mas é uma ordem irreversível."

"Eu tenho contrato até 2012 com a Globo e até lá tenho que ficar quietinho no meu canto. Minha multa é R$ 5 milhões. Muita coisa para quem tem 77 anos. Eles não querem investir isso, eles acham que eu morro na semana que vem", afirmou ainda Anysio, que interpreta no filme Olavo de Albuquerque, o pai do jovem Olavinho.

O rapaz engravida a filha do casal que troca de corpo, vivido pelos atores Toni Ramos e Glória Pires.

Anysio ainda brincou com a possibilidade de morte. "Eu não vou morrer nunca, vou desaparecer como elefante. Um dia me procuram e não me acham mais", afirmou.

O ator não comentou a "Escolinha Muito Louca" que a Band passou a exibir. Rapidamente, já a caminho da sala de exibição, afirmou: "Eu ainda não vi"

Tem um jabuti na reforma política e o nome dele é “terceiro mandato para Lula”

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara finalmente aprovou o texto da reforma política. São dezenas de mudanças, mas a mais importante é abrir o caminho para um eventual terceiro mandato para o presidente Lula.

Pela Constituição atual, um político só pode se eleger para um segundo mandato consecutivo. Lula termina o seu segundo mandato em 2010.

A reforma política foi alinhavada pelo deputado João Paulo Cunha (PT-SP). Acaba com a reeleição e aumenta a duração de todos os mandatos executivos para 5 anos (hoje, são 4).

Aí é que o jabuti sobe na árvore. Se for aprovada a mudança, será possível argumentar que Lula nunca foi eleito pelas novas regras. Logo, o petista estaria habilitado a disputar um terceiro mandato em 2010. Seria, tecnicamente, apenas o primeiro mandato.

A pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta semana assanhou os petistas e lulistas em geral. Na pergunta espontânea, quando o entrevistado diz em quem votaria para presidente sem saber quem está na lista, as respostas foram:

Lula – 20,4%
Serra – 10,6%
Aécio Neves – 4,1%
Dilma Rousseff – 1,7%

Ou seja, o melhor candidato para Lula é ele mesmo.

A reforma política é uma novela mexicana. Nunca acaba. No caso atual, como parece haver interesse do Planalto pelo fim da reeleição (no governo, nega-se de pés juntos o 3º mandato), é possível que venham novidades em 2009.

Se nada for aprovado até metade do ano que vem, toda essa bruxaria morre de morte morrida. Se as coisas andarem na Câmara, o jabuti colocado em cima da árvore cria asas e sai voando.
Por Fernando Rodrigues

Especialista Anti-Seqüestro é Seqüestrado, No México

Do blog do aranha:
Um consultor cubano/estadunidense que negociou a libertação de dezenas de vítimas de seqüestro nos últimos anos foi seqüestrado no México, informou nesta segunda (15) a consultoria ASI Global, onde o sacaninha trabalhava.

O crime aconteceu na quarta (10), em Saltillo, cidade industrial relativamente pacata no estado mexicano de Coahuila.

Felix Batista (nascido em Havana e radicado em Miami) foi raptado quando atendia ao celular em frente a um restaurante da cidade.

Mesmo sendo um excepcional entendedor da arte do seqüestro, ele não conseguiu evitar a própria captura.

A embaixadinha dos EUA no México disse estar investigando e evitou fazer comentários.

Uma fonte da procuradoria estadual de Coahuila disse que Batista pode ter sido vítima "do crime organizado, numa tentativa de mostrar seu poder".

Centenas de pessoas são seqüestradas por ano no país de Chaves (não o estadista, mas a personagem humorística), e o número aumentou muito porque as gangues do narcotráfico, acuadas pela repressão policial-militar, têm buscado novas fontes de rendimento.
.

Mala Com 8 Mil Dólares Roubada No Aeroporto Bem Nas Fuças da Polícia Federal

Do blog do aranha:
O Representante do Consulado de Honduras Entrou No Banheiro Pra Dar Um Cagão e Largou a Mala Do Lado De Fora. Quando Saiu, Viu a Merda Que fez
Tanto se gabou o esquema especial de 'cegorança' montado pra receber as cerca de 30 delegações na cú-pula da América Latindo e Caribe, que faltou delegação de funções pra evitar o roubo de uma mala com oito mil dólare$ do representante do Consulado de Honduras em Salvador, Carlos Guillermo, nesta segunda-feira (15), no aeroporto Luís XIV Magalhães.

Carlos foi bater um cagão no banheiro, que fica colado ao posto da Polícia Foderal no aeroporto, e largou a mala do lado de fora. Que merda né? Alguém passou e aproveitou-se do aperto pra sair do aperto afanando a maleta recheada. Embora o local seja cheio de câmeras, o bandido sorriu porque não estava sendo filmado. "As imagens não ficam gravadas, a não ser que haja solicitação prévia da PF", disse Benício Trindade, relações públicas -todo aéreo- da Infraero.

O dinheiro seria usado pra pagar parte das despesas da 'caravana' de Honduras na Bahia. Agora vão ter que comprar fiado e pedir o troco. É bom lembrar que a Polícia Civil está em greve, funcionando com apenas 30% do seu efetivo. O que não serve, efetivamente, para nada. E assim esta honduras de assaltos segue assolando.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Ado-a-ado - Cada um com seu atentado!

Cada um com seu atentado.
Enquanto Lincoln, Kennedy e outros forma mortos à bala e outros, como Reagan, sobreviveram ao mesmo tipo de atentado, o presidente (sic) americano George W. Bush recebeu o seu atentato. Uma sapatada. Um prelúdio do que será o seu registro para a história, como um dos piores presidentes - talvez o pior - americanos de todos os tempos. E o que é o pior, é que ele é ruim, porque representa fielmente o pensamento do americano médio, do interior do país, que é ignorante, reacionário e arrogante.
Mas este "atentado" serviu como uma luva para coroar o fim de mandato de Bush. E reflete o seu prestígio. Afinal, cada um tem o atentado que merece. Pena que não acertou...

Sacanagem com o atirador de sapatos mais famoso do Mundo

Jornalista que atirou sapato é espancado na prisão, diz irmão

da BBC
O jornalista iraquiano Muntadar al Zaidi, que atirou um sapato contra o presidente americano, George W. Bush, neste domingo (14), foi espancado na prisão, afirmou o irmão do repórter à BBC. Segundo ele, Zaidi teve a mão e as costelas quebradas por conta do espancamento e teria sofrido sangramento interno e um ferimento no olho.

A BBC tentou entrar em contato com o Conselheiro de Segurança Nacional iraquiano, Mowaffaq al Rubaie, mas ele não estava disponível para comentar as alegações feita pelo irmão do jornalista. Dargham, irmão do repórter, disse que acredita que Zaidi tenha sido levado a um hospital militar americano em Bagdá.

Imagens de TV mostram o momento em que Zaidi atira seus sapatos contra o presidente americano durante entrevista coletiva em Bagdá
Ele disse ainda que vários advogados se ofereceram para ajudar o irmão, mas que nenhum deles teve acesso a Zaidi desde que ele foi detido.

Desde o incidente, diversos protestos foram realizados no Iraque em apoio ao jornalista e pedindo sua libertação. Autoridades iraquianas afirmaram que o jornalista será processado de acordo com a lei iraquiana, mas ainda não está claro as acusações que ele deverá sofrer.

Imagens demonstram que Bush falava ao lado do primeiro-ministro do Iraque, Nuri al Maliki, quando o repórter se levantou, a cerca de um metro de distância do americano, e gritou, em árabe: "este é o seu beijo de despedida, seu cachorro". Bush desvia dos sapatos antes de o jornalista ser contido e arrastado para fora da sala. Bush minimizou o incidente.

No Iraque, atirar um sapato contra alguém é considerado um grande insulto, pois significa que o alvo é inferior a um sapato, sempre em contato com o chão e a sujeira.

Deram um fuzil ao menino

Deram um fuzil ao menino
(Firmino Rocha)

Adeus luares de Maio.
Adeus tranças de Maria.
Nunca mais a inocência,
nunca mais a alegria,
nunca mais a grande música
no coração do menino.
Agora é o tambor da morte rufando
nos campos negros.
Agora são os pés violentos ferindo
a terra bendita.
A cantiga, onde ficou a cantiga?
No caderno de números o verso
ficou sozinho.
Adeus ribeirinhos dourados.
Adeus estrelas tangíveis.
Adeus tudo que é de Deus.
Deram um fuzil ao menino

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Uma ótima noite de sono ajuda a manter a boa forma

Poucas coisas são tão revigorantes quanto um belo descanso. Aprenda a desligar a chave das preocupações rotineiras para conquistar as cobiçadas horas de sono a que você tem direito.

Uma rotina de sono saudável aumenta a disposição e favorece a memória, a concentração, a atenção e o raciocínio. Também fortalece o sistema imunológico e preserva o metabolismo, diminuindo o risco de problemas como obesidade e diabetes. Mas o stress e o estilo de vida moderno muitas vezes impedem que se durma o necessário. “A privação de sono vem atingindo níveis de epidemia”, afirma a neurologista Dalva Poyares, do Instituto do Sono da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo ela, não existe hora certa para deitar nem duração ideal para o sono. Alguns ficam revigorados dormindo seis horas, enquanto outros precisam de oito ou dez horas. Da mesma forma, há quem se sinta bem deitando e acordando cedo – são os matutinos – e aqueles que adormecem e despertam tarde – os vespertinos. Tanto faz. Mas, se a insônia ou interrupções freqüentes de sono têm assombrado suas noites, é preciso aprender a relaxar o corpo e a mente para dormir melhor. O resultado aparece no dia seguinte: você em ótima forma, com mais disposição, ânimo e energia.

Soníferos naturais
Alguns chás facilitam o sono e não causam dependência como os remédios para dormir. O de alface, por exemplo, possui propriedades tranqüilizantes, enquanto o de mulungu (Erythrina mulungu) relaxa e alivia dores musculares. A receita é fácil: em uma xícara, coloque 1 colher (sopa) de folhas de alface picadas ou 1 colher (sobremesa) de casca e ramos de mulungu; adicione água fervente, abafe por dez minutos e coe. Prefira comprar as ervas em lojas de fitoterápicos e farmácias de manipulação, onde elas ficam corretamente identificadas e conservadas.

Cacilda Guerra

Madonna Dançou, Caiu e Levantou!

Show da Cantora No Rio Chamou Atenção Pela Mega-Estrutura, Inclusive da Própria Que Já é Quase Uma Sexy-appeal-Genária...
A expectativa pelo show da sex-symbol cinqüentona no Rio de Janeiro foi enorme, como era de se esperar, afinal passaram 15 anos de sua última apresentação no Brasil. E finalmente neste domingo (14), 'Maradonna' fez o primeiro show tupiniquim de sua turnê "Sticky & Sweet", para 70 mil pessoas que foram Maracanã, debaixo de chuva. Para nossotros d'O Aranha, o que importa afinal, é a conservação física da loura e a sua queda no palco. Tem culpa eu?

Veja como são as 'cousas', quando a gostosa senhora desempenhava com saúde e desenvoltura a sua performance em "She's not me", dançando igual a uma piriguete, brincando com um vestido de noiva e chupando a boca das dançarinas para inveja de Alinne Rosa e Daniela Mercury, Madonna se empolgou tanto com as molhadinhas que não reparou no chão molhado e -mulher com mulher- virou jacaré. A cantora tomou um quedão, mas não perdeu o rebolado. Os fãs nem ligaram e o show continuou.

Do blog do aranha.

domingo, 14 de dezembro de 2008

8 em cada 10 brasileiros não ouviram falar do AI-5

O Brasil tem fama de país sem memória. Deve ser verdade.

O brasileiro lida com o seu passado como um garçom de lanchonete.

O sujeito é capaz de guardar um lote de pedidos sem anotá-los.

Memória prodigiosa? Não. O bom garçom é um mestre na arte de esquecer.

Só retém o essencial. Apaga de suas sinapses o que já não lhe é útil.

O famigerado AI-5 está fazendo aniversário. Quarenta anos.

Tinha tudo para passar à história como um passado que não passa.

No entanto, o país o trata como se ele não tivesse existido.

82% dos patrícios ignoram completamente o Ato Institucional nº 5.

Esquece-se que lembrar é, por vezes, tão essencial à vida quanto esquecer.

Não é à toa que Joaquim Nabuco criou a Nossa Senhora do Esquecimento.

"Notre Dame de l'Oubli", eis como ele a chamava, assim, em francês.

A santa do esquecimento protege os deserdados da história.

Permite que protagonistas de um passado sujo desfilem pelo presente com prontuários limpos.

Muitos deles estão aí mesmo, ao lado de Lula, posando de heróis da resistência.

Se você não quer bancar o garçom de lanchonete, convém inteirar-se.

Pressionando aqui, chega-se ao áudio da reunião que mergulhou o Brasil nas trevas.

Escrito por Josias de Souza às 23h29

Contando Com Carneirinho

do blog do Aranha.

Novo Presidente do Jahia Deve Confirmar Na 'Segunda' Acordo Com ex-Manda-Chuva do Vicetória! / Lobo-em-Paulo de-Carneiro Voltou de São Paulo Com Uma Sacola de Batedores de Baba, Dentre Eles Um Ex-Ídolo Sérvio do Leão
13/12/08

O novo (novíssimo) presidente do EC Bahia, Marcelo 'Tirulipa' Guimarães Filho, eleito no último dia 11 de dezembro pelos conselheiros tricolores, está prestes a confirmar o ex-presidente do rival, Paulo Carneiro, como novo gestor de futebol do time de Itinga.

Marcelinho não cedeu à pressão dos desaconselhados conselheiros, que não querem ver Carneiro nem pintado de azul, vermelho e branco no Jahia.

O truculento, autoritário e prepotente novo dirigente tricolor já chega tentando mostrar serviço. De volta de uma viagem a São Paulo, lobo-em-Paulo de-Carneiro teria trazido na bagagem a contratação de 10 jogadores, dentre eles o ex-ídolo rubro-negro, o sérvio Dejan 'Pet' Petkovic, além do novo treinador para a agremiação.

Nesta segunda (15), Carneirinho deve ser apresentado por Marcelinho à torcida do Bahia. Quem diria?...

Receitinhas da Bahia

Por ter acessos de longe, pensei em deixar aqui, duas receitas para matar a saudade da Bahia.
Aquele abraço!

BOBÓ DE CAMARÃO

½ kg de aipim (ou mandioca) cozido
200 g de cebola
1 k de camarão pistola (grande) limpo
100ml de azeite de dendê
4 dentes de alho picados
1 lata de molho branco
400 ml de leite de côco
4 colheres (sopa de azeite de oliva
Sal e coentro a gosto.

Cozinhe o aipim com sal, cebola e molho branco.
Bata no liquidificador, transformando em purê. Em uma panela, refogue no azeite
de oliva o alho e os camarões. Acrescente os outros ingredientes. Deixe cozinhar
até dar o ponto, por 15 minutos. Sirva com arroz branco e farofa de dendê.

CASQUINHA DE CARANGUEJO

INGREDIENTES:
½ kg de carne de caranguejo
20 casquinhas de caranguejo
2 cebolas, 2 tomates, 3 dentes de alho
1 pimentão
½ copo de vinagre branco
pimenta do reino, cominho, sal e azeite de oliva a gosto
MODO DE PREPARO:
Colocar a cebola picada para dourar, depois acrescenta os demais temperos, (pimenta, cominho, alho picado) com ½ copo de vinagre.
Coloca o cheiro verde, os tomates esmagados, o pimentão cortado em pedacinhos.
Quando o tempero estiver bem cozido, acrescente o azeite de oliva a gosto (pelo menos 3 colheres).
Depois acrescentar a carne de caranguejo e ferve-se por 5 minutos.
Encha as casquinhas de caranguejo e enfeite-as com folhas de salsa.
Rendimento: Para 20 pessoas

Do site costa do Cacau.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Lá vem chegando o verão!!!

Roupas encurtando, pele ardendo, desejos, festas, sêde... O verão chegou!

Terror na novela e o medo de Ciro Gomes

Ontem, a novela a Favorita - na minha opinião, a pior novela que já passou na Globo, incluindo sua trilha sonora - exibiu ares de filme de terror. A trama de terror armada pela personagem de Patrícia Pilar para matar o personagem de Mauro Mendonça, arrepiou e espantou os espectadores.
Por conta desse papel a atriz está sendo odiada nas ruas pelo povo, que não distingue a vida real da ficção. Ciro Gomes, seu marido e presidenciável, já está reclamando, pois está com medo de que possa afetar sua popularidade ser casado com a vilã.
Por conta disso, a Globo já tratou de levar a atriz para o Faustão nesse domingo, para dar uma aliviada na barra pesada da personagem e para torná-la humana e querida novamente ao seu público - e aos eleitores de Ciro.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Meritocracia

Apesar de Não ser São Paulino - Sou tricolor de aço (ai,ai..)Bahia e Rubro Negro(Flamengo), e digo, jogando os dois sou Bahia até o fim. - reconheço e valorizo a conquista do título pelo São Paulo e aplaudo o formato do campeonato por pontos corridos. Com esse critério, não basta fazer "aquela jogadinha", "aquele lance de sorte" em uma final - como todo brasileiro no fundo, pensa em fazer na vida - para garantir a taça. É preciso consistência e mérito durante todo o campeonato, e isso exige dedicação e um trabalho extra campo que o São Paulo -e outros, diga-se de passagem - estão fazendo. Quem vai na contra mão disso, acaba por realmente o fazer literalmente, descendo para a segunda divisão.
Palmas ao profissionalismo e à meritocracia. Deveria ser sempre assim, quem sempre trabalha direito, deveria colher os louros no final.
Obs.: Mudando um pouco o foco, não acredito em Ronaldo no Corinthians. Vejo isso mais como um - bem sucedido - golpe publicitário, do que um reforço ao time.Vamos ver no que vai dar, porque esse tipo de jogador, "puxa" o time pra ele, as vezes prejudicando o andamento do jogo do grupo.

Psicopata?

"Sou louco, mas ponho método em minha loucura"

Frase atribuída a William Shakespeare e a muita gente também...

Lei Seca, Mão Molhada!

Do blog do Aranha (www.oaranha.com.br)
PeeMes Compram Bafômetros Por Conta Própria Pra Cobrar Propina de Motoristas Movidos a Álcool e Armam Esquema Com Flanelinhas Cagüetes Credenciados

A nova onda da 'Lei Seca' atende pelo nome de 'molhe minha mão'. A Inteligência da Polícia Militar (P-2) do Rio tá na in-ve-stiga de um novo esquema de extorsão praticado por PeeMes safados no Estado de calamidade.

Os policiais investem do próprio bolso na compra de bafômetros pela Internet, entre 100 e 500 dólares, e vão pra boca do lobo espreitar motoristas comendo água. A abordagem é mais ou menos nesses termos: -"Vai molhar a mão ou prefere lei seca"? Os motoristas que querem (e podem $) evitar a prisão, soltam uma propina e se saem livres pra atropelar, matar, bater, cair e levantar...

Outra peça importante do esquema são os flanelinhas que ficam de butuca observando e anotando as placas dos motoristas que encarcam o dente e entregam tudo aos peemes. Puta Merda!

Receitinha rápida para a madruga de larica

Bolo de caneca pronto em 3 minutos no microondas

Esta delícia só precisa de 3 minutos
no microondas para ficar no ponto.

Tempo de preparo: Rápido (até 30 minutos)
Rendimento: 2 porções
Calorias: 814
Ingredientes
• 2 canecas com capacidade de 150 ml
• 1 gema
• 6 colheres (sopa) de leite condensado
• 1 colher (sopa) de margarina
• 1 colher (sopa) de leite
• 2 colheres (sopa) de chocolate em pó
• 5 colheres (sopa) de farinha de trigo peneirada
• 1 colher (café) de fermento
• 1 clara batida em neve

Cobertura

• Leite condensado misturado com chocolate em pó a gosto

Modo de preparo
Em uma tigela ponha a gema, o leite condensado, a margarina, o leite e o chocolate em pó. Bata por três minutos. Acrescente a farinha de trigo e o fermento, e misture bem. Junte a clara em neve e incorpore à mistura, mexendo com delicadeza.

Distribua nas canecas e asse por 25 minutos, a 180 ºC, em forno preaquecido. Se preferir, asse-o em forno microondas. Nesse caso, apenas 3 minutos bastam. Retire do forno e, enquanto ainda estiver quente, faça alguns furos com um palito e despeje o leite condensado misturado com o chocolate. Decore a gosto.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Abel Pereira - 100 anos de poesia

Do blog Sopa de Poesia

LAMENTÁVEL: CENTENÁRIO DE ABEL PEREIRA PASSA EM BRANCAS NUVENS

Abel Pereira, poeta e jornalista, nasceu na cidade de Ilhéus, em 10 de Dezembro de 1908, portanto, hoje (ontem) é o dia do seu centenário, data que deveria ser entusiasticamente celebrada pela Academia de Letras de Ilhéus, entidade da qual foi seu fundador e primeiro presidente. No entanto, apesar dos esforços que empreendemos nesse sentido, parece-nos que tal data passará em brancas nuvens. Abel ainda foi membro de várias instituições como o Instituto Histórico, Associação Brasileira de Imprensa, União Brasileira dos Escritores, entre outras. Colaborou com diversos periódicos como o Diário da Tarde, de Ilhéus, O Intransigente, de Itabuna, A Voz de Itabuna, A Tarde, de Salvador e com a revista Leitura, do Rio de Janeiro. Deixou quatro livros publicados: Colheita (1957), Poesia até Ontem (1977), Mármore Partido (1989) e Haikais Vagaluminosos (1989), todos de Haicai.
Antes de Abel Pereira, apenas três outros poetas haviam publicado livros exclusivamente de Haicais no Brasil, não dois, como afirma Olga Savary no posfácio de Mármore Partido. Waldomiro Siqueira Jr. foi o primeiro, em 1933 publicou o livro “Hai Kais”; Oldegar Vieira, o segundo com Folhas de Chá (livro que urge ser reeditado), em 1940; seguem-se Osório Dutra, com Emoção, em 1945 e Abel Pereira, com Colheita, em 1957.
Sobre “Colheita”, manifestou-se o poeta de Passárgada, Manoel Bandeira, dizendo: “Abel Pereira é um craque do haicai. Desde o primeiro, são cento e noventa e três estremecimentos, murmúrios ou rastros de perfume.”

Alguns Haicais de Abel Pareira:

Passa a mocidade...
e incerto, à frente, o deserto
cheio de saudade...

***

Coisa delicada
e fina. Estrofe menina.
Síntese. Um nada.

***

De origem divina,
as luzes dos vaga-lumes
são luzes de Vida.

SALVADOR DALÍ

Colaboração de Bernardo Linhares
Do Blog Sopa de Poesia

Escrito e publicado em 1956, na França, “Libelo contra a arte moderna”, L&PM Editores, é uma leitura atual e provocativa, saída daquele que personificou o movimento surrealista. Abaixo um pequeno trecho.

A introdução da feiúra na arte moderna começou com a adolescente ingenuidade romântica de Arthur Rimbaud, quando disse: A beleza sentou-se em meus joelhos e estou fatigado dela. Foi por essas palavras cifradas que os críticos ditirâmbicos – exageradamente negativistas, e odiando o classicismo como todo rato de esgoto que se respeita – descobriram as agitações biológicas da feiúra e seus inconfessáveis atrativos. Começaram por se maravilhar com uma nova beleza, que diziam “não-convencional”, e ao lado da qual a beleza clássica tornava-se de repente sinônimo de frivolidade.
Todos os equívocos eram possíveis, inclusive o dos objetos selvagens, feios como os pecados mortais (que eles são, em realidade). Para ficarem em uníssono com os críticos ditirâmbicos, os pintores passaram a fazer o feio. Quando mais o faziam, mais eram modernos. Picasso, por ter medo de tudo, fabricava o feio por medo do Bouguereau.
Mas ele, diferentemente dos outros, fabricava o feio de propósito, corneando assim os críticos ditirâmbicos que pretendiam reencontrar a verdadeira beleza. Como Picasso é um anarquista, ele haveria de dar a puntilla depois de ter apunhalado Bougereau pela metade, e de um golpe acabar com a arte moderna, fazendo só ele, num dia, mais feiúra que todos os outros reunidos em vários anos.
Pois o grande Pablo, juntamente com o angélico Rafael, o divino marquês de Sade e eu – o rinocerantesco Salvador Dali-, tem a mesma idéia do que pode representar um ser arcangelicamente belo. Aliás, essa idéia em nada difere da que possui por instinto qualquer multidão de rua – herdeira da civilização Greco-romana – quando se volta, petrificada de admiração, à passagem de um corpo – chamemos a coisa por seu nome-, de um corpo pitagórico.
No momento álgido de seu maior frenesi de feiúra, enviei a Picasso, de Nova York, o seguinte telegrama: Pablo, obrigado! Tuas últimas pinturas ignominiosas mataram a arte moderna. Sem ti, com o gosto e a medida que são as virtudes mesma da prudência francesa, teríamos tido uma pintura cada vez mais feia, durante pelo menos cem anos, até chegar a teus sublimes adefesios esperpentos*. Tu, com toda a violência do teu anarquismo ibérico, em poucas semanas atingiste os limites e as últimas conseqüências do abominável. E isto, como Nietzsche desejava, marcando tudo com o seu próprio sangue. Agora não nos resta senão voltar novamente os olhos para Rafael. Que Deus te guarde!

* A expressão é do próprio Picasso. Literalmente, significa: “Personagens feios e ridículos como espantalhos”

Fimografia Baiana

Agora ficou bem mais fácil conhecer a vasta filmografia baiana, desde os primórdios até os dias atuais, tudo em um só lugar. www.filmografiabaiana.com.br

Será que os racistas somos nós?

Aproveitando o tema dessa postagem abaixo, o domínio - até hoje - das loiras na TV (angélica, Ana Maria Braga, Xuxa, Hebe etc.) nos mostra que os racistas somos nós, os brasileiros, pois os americanos, além de colocar um negro na presidência - que tem que ser avaliado pela sua competência e não pela cor da pele, diga-se de passagem - tem como a maior referência na TV, Oprah, negra de muito sucesso e audiência. Aqui no Brasil, não me recordo de nenhum programa no ar, com um negro no comando. Será que os racistas somos nós?

A programação da TV e a criança

Escrito por Rosely Sayão às 13h03
Li uma reportagem no UOL que comenta a ausência de programas de qualidade dedicados às crianças na televisão brasileira. Os que existem são exibidos nos canais de televisão a cabo, que por serem pagos não são acessíveis a todos.

Quem se lembra dos musicais e programas de variedades dedicados ao público infantil produzidos e exibidos por emissoras de tv na década de 1980? No endereço http://www.lancelegal.net/especiaisinfantis.htm, quem não conheceu pode ter uma pequena amostra. Cantores consagrados da música popular brasileira participavam desses especiais que, por meio de músicas, contavam uma história.

Depois dos anos 80, as loiras e cia. tomaram conta da programação infantil e as crianças ficaram sem bons programas. Hoje, alguns canais exibem desenhos animados, e só.

Diversas vezes, aqui no blog, internautas comentaram o baixo nível da programação dos canais de televisão. Sabemos que televisão é apenas entretenimento, não é um meio educativo. Mas, atualmente tem sido uma mídia deseducativa.

Neil Postman, autor de "O Desaparecimento da Infância" e de "O Fim da Educação", fez uma análise interessante a respeito da influência das mídias no modo como concebemos a infância. Antes do aparecimento da TV e dos computadores, o meio de a criança ser apresentada ao mundo adulto era pelos livros. Aprender a ler tinha, então, papel fundamental na vida das crianças. Para tanto, ela tinha de se esforçar na escola e conquistar o acesso à leitura.

Hoje, as crianças têm acesso precoce a todo tipo de acontecimento e conhecimento do mundo por meio da TV e das imagens do computador e isso não exige esforço nem oferece conquista alguma. A criança passa a ter uma atitude mais passiva na descoberta do mundo.

Por isso, seria interessante, no mínimo, que a televisão oferecesse ao público infantil uma programação cultural e artística boa, o que sabemos que não acontece. Sempre me pergunto se não podemos fazer nada a respeito. Não sei como poderíamos influenciar a programação das emissoras, mas deve haver um jeito, não acham?

Trabalho e Suor

Deve-se a Nelson Rodrigues uma definição lapidar de trabalho. Disse o cronista:

“Sua muito o sujeito que ganha pouco. E sua pouco o sujeito que ganha muito...”

“...Pode parecer um jogo de palavras, mas esta é, vos digo, uma verdade eterna...”

“...Há uma relação nítida e taxativa entre a transpiração e o ordenado”

E por falar em estátua...

Do blog do Josias de Souza
http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br

Pela sétima vez, 'afanaram' os óculos de Drummond

No seu “Claro Enigma”, Carlos Drummond de Andrade usou como epígrafe um verso de Paul Valéry: “Lês événements m’ennuient”.

Em tradução livre: Os acontecimentos me entediam. Ou, se quiser, me chateiam.

Hoje, nada deve aborrecer mais o poeta do que o vandalismo a que vem sendo sistematicamente submetida a estátua de Drummond.

Assentada num banco do calçadão de Copacabana, a estátua amarga, pela sétima vez, o furto de seus óculos.

Nem sinal dos vândalos. Vai-se repetir a rotina:

Empresa contratada pela prefeitura restituirá a armação ao dono.

E ela será danificada e subtraída novamente.

No dizer de Machado de Assis, o sono é uma forma interina de morrer.

Adormecendo, o sujeito se afasta da canseira da vida.

Com a vantagem de levar para o leito um bilhete de volta.

No caso de Drummond, o sono é definitivo. E o retorno, eterno.

O poeta renasce cotidianamente nas dobras da genialidade de seus escritos.

A estátua de Copacabana deveria inspirar o respeito dos vivos a um morto que, por imortal, permanece em cena como um personagem insone.

Se lhe fosse dado falar, a estátua de Drummond talvez trocasse Paul Valéry por Joaquim Nabuco.

Em momento de rara inspiração, Nabuco inventou a Nossa Senhora do Esquecimento.

‘Notre Dame de l’Oubli’, como ele preferia dizer, em francês.

O Brasil tem fama de país sem memória. Talvez seja mesmo.

Só uma sociedade demente é capaz de tratar o seu passado ilustre com tamanha falta de respeito.
Escrito por Josias de Souza às 21h04

DORIVAL CAYMMI GANHA ESTÁTUA NO RIO DE JANEIRO

O cantor Dorival Caymmi, baiano de nascimento mas indiscutivelmente carioca de coração, ganhou um presente da prefeitura da Cidade Maravilhosa: uma estátua em tamanho real no calçadão do bairro de Copacabana. O mimo é feito de bronze e retrata o cantor andando sorridente carregando seu inseparável violão ao lado de uma colônia de pescadores, inspiração-mor de suas composições juntamente com o mar. A figura foi esculpida por Otto Dumovich inspirada em uma foto registrada por Evandro Teixeira. Melhor que isto só se Caymmi estivesse deitada em uma rede, seu habitat natural. Vejam antes que roubem...

De Luanda Ê...Angola está contratando professores brasileiros

Angola está contratando professores brasileiros.
Saiu no caderno Empregos do jornal A TARDE, da semana passada, domingo, um anúncio de contratação de professores brasileiros - ou pelo menos que dominem a língua portuguesa - para Angola.
A Capital Luanda já nos rendeu músicas" Eu vim de Luanda, ê...e tem muito a ver com a nossa Salvador em música, culinária, costumes e na pele de ébano de nossa gente.
Já tem agências de publicidade baianas trabalhando por lá, como a Engenho Novo de Fernando Passos, dentre outras e agora quer a sabedoria e a experiência de quem sabe passar seus conhecimentos, os professores.
Excelente oportunidade de conhecer outros lugares - outro continente! - outra gente, e de fazer um pezinho de meia, é claro, já que com a reconstrução de angola, após anos de guerra civil, abre várias oportunidades em diversas áreas.
Maiores informações com o jornal A TARDE, de Salvador ou pelo consulado de Angola(www.consuladodeangola.org ;
e-mail: consuladoangola@consuladodeangola.org ; tels: (21) 3526-9439 / 2220-8063
Aquele abraço!
Afonso Dantas

Postem comentários, por favor.

Caros amigos, comecei a fazer esse blog, deixei meio de lado e agora voltei a colocar notícias - embora ainda esteja devendo artigos - e gostaria que vocês colocassem seus comentários, para que eu torne o blog mais interessante e gostoso de ler.
Aguardo.
Aquele abraço!
Afonso Dantas

Do gengibre ao barbante queimado, qual a receita contra dor de cabeça que funciona?

Cristina Almeida
Especial para o UOL Ciência e Saúde
Todo mundo tem uma receita caseira contra a dor de cabeça. Cheirar barbante queimado, tomar café e fazer compressas com batata crua na testa são apenas alguns conselhos ouvidos por quem sofre desse mal - nada menos que nove entre dez pessoas.

Justamente por ser um problema tão comum, a automedicação é adotada em 50% dos casos, o que justifica a opção por remédios caseiros que, segundo os especialistas, às vezes funcionam por auto-sugestão, o chamado "efeito placebo". Por outro lado, há quem consuma até dez analgésicos por dia para combater a dor, o que é alarmante. 

Stockxpert
Compressa de gelo pode ajudar a diminuir a dor de cabeça porque ajuda a dilatar os vasos, afirmam especialistas
OUTROS CONSELHOS COMUNS
CEFALÉIA: MITOS E VERDADES
ANALGÉSICO DEMAIS FAZ MAL
QUAL A SUA RECEITA?
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cefaléia (nome científico da dor de cabeça) está na lista das dez patologias mais incapacitantes que existem. 

Existem mais de 150 tipos diferentes de dores de cabeça, que se dividem entre primárias (relacionadas a distúrbios bioquímicos cerebrais ou mal funcionamento de neurotransmissores e receptores, cujo exemplo é a enxaqueca e dor de cabeça tensional), e secundárias (sinalizam a existência de problemas em alguma região do corpo, como tumores cerebrais, meningites, aneurismas ou resfriados).

Alimentos
Para o naturopata italiano Luca Avoledo, especialista em ciências naturais e nutrição, quando a cefaléia é recorrente, ela também pode estar relacionada a uma sobrecarga alimentar que precisa ser controlada. O excesso faz o organismo reagir com processos inflamatórios, que se manifestam por meio da dor de cabeça. 

Nesses casos, diz Avoledo, "a melhor estratégia é manter-se longe de certos alimentos ricos em histamina, como queijos fermentados, salames, bebidas alcoólicas, peixes (especialmente os gordurosos) e tomate". Ele também recomenda que se evite chocolate, morango, carne de porco, castanhas e sementes oleaginosas (como de linhaça, girassol, gergelim e abóbora) porque estimulam a liberação da substância no organismo.

De acordo com o especialista, algumas pessoas são hipersensíveis a determinados alimentos. Nesses casos, só um teste de intolerância alimentar pode identificar os itens que devem ser banidos ou consumidos com parcimônia.

DIETA E DOR DE CABEÇA
Fontes: Luca Avoledo (naturopata) 
e Mario Péres (neurologista)
Alimentos que podem deflagrar uma crisequeijos fermentados, salames, bebidas alcoólicas, peixes e carnes gordurosos, tomate, morango, frutas cítricas, adoçantes, castanhas e sementes oleaginosas (como de linhaça, girassol, gergelim e abóbora)
Alimentos que podem aliviar a cefaléiagengibre (2g da raiz seca em pó ao dia, dissolvidos em água quente), cúrcuma (usado diariamente na sua forma em pó, como condimento), café, chá verde e bebidas à base de cola (uma a duas xícaras ao dia ou no momento dos primeiros sintomas) e pimenta
O naturopauta também afirma que alguns alimentos podem ajudar na prevenção dos sintomas, como a pimenta, que possui um componente chamado capsaicina, com função analgésica. O gengibre e o cúrcuma (raiz da família do gengibre e componente do curry) destacam-se por serem inibidores de várias moléculas pró-inflamatórias. Outra planta muito utilizada para as cefaléias, ele lembra, é o tanaceto (Tanacetum parthenium).

Terapia convencional
O neurologista Mário Peres, de São Paulo, concorda com Avoledo sobre a importância dos cuidados com a alimentação e acrescenta à lista do naturopata outros possíveis desencadeadores de dor de cabeça: adoçantes, condimentos, frutas cítricas e alimentos gordurosos. 

O médico ressalta que jejuar também é um fator que deflagra a cefaléia e, por isso, sugere que os pacientes evitem longos períodos sem comer e refeições muito fartas. "Esses cuidados dificilmente vão curar a dor, mas são úteis para não agravá-la".

Já o neurologista carioca Abouch Valenty Krymchantowski é cético em relação ao uso de produtos naturais ou terapias como a homeopatia, exceção feita à acupuntura que, em caráter regular e preventivo, traz resultados satisfatórios, na opinião do médico. 

O tratamento mais usual para as dores de cabeça freqüentes, descreve ele, é o uso de drogas que modulam a comunicação entre os neurônios, como o topiramato e o divalproato de sódio, combinadas com baixas doses de antidepressivos. 

Indagado sobre a relação entre alimentos e dor de cabeça, Krymchantowski relata que apenas 25% dos pacientes têm crises devido à dieta e, segundo ele, a questão é supervalorizada. Mas ele faz uma ressalva: "Se o paciente apresenta crises consistentes após a ingestão de determinado alimento, a restrição é indicada até que as drogas usadas funcionem, o que pode levar de três a cinco semanas". 

O médico relata que há indícios de que alimentos ricos em triptofano (aminoácido existente em folhas verdes e nozes) e magnésio (crustáceos) possam ser úteis para prevenir crises, mas muitos de seus pacientes "se empanturram disso e não melhoram antes do tratamento medicamentoso".

Para o neurologista, só o efeito placebo pode explicar o sucesso de medidas como comer gengibre. "Embora um especialista jamais receite um placebo, numa situação de emergência, se ao invés de injetar uma droga na veia, injetássemos água destilada, 30% dos pacientes iriam melhorar", aposta

UPB em disputa atrai muita gente










Publicitário Duda Mendonça faz palestra hoje a tarde na UPB
A União dos Municípios da Bahia inaugura logo mais, às 9h, as obras de ampliação da entidade. Estarão presentes ao longo do dia na entidade, em diversas palestras, personalidades da cena política local e nacional, como o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, o publicitário Duda Mendonça e o deputado federal Walter Feldman (PSDB-SP). O governador Jaques Wagner, o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, e os senadores César Borges (PR), João Durval (PDT) e ACM Júnior (DEM) também confirmaram presença

El Hermano Pedófilo...

Sucesso?

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

ITACARÉ ATRAI ESTRELAS DE HOLLYWOOD

Joyce Pascowitch | Glamurama

Quem está na Bahia desde quinta-feira passada abaixo do radar dos curiosos são as estrelas hollywoodianas Orlando Bloom e Keanu Reeves.


Hospedados na Praia da Tiritica, os atores chegaram de van com um grupo animado de amigos para visitar a comunidade local Porto de Trás, em Itacaré. Keanu, que conversou com os locais falando português (isso mesmo!), fez aula até de capoeira junto com Orlando e os amigos. E já marcou mais outras.

Lições de surfe também estão na agenda brasuca da dupla, que foi vista domando as ondas durante os últimos dias. Quem conversou com os astros conta que, além de simpáticos, eles fazem o tipo low profile, o que se comprova pelo fato de terem escolhido ficar em uma pousada em vez de optarem por um resort.

ENQUETE DO PT DÁ PMDB NA CABEÇA

11:55:15

O site do PT da Bahia colocou no ar uma enquete cujo resultado parcial não deve estar agradando o prefeito de Camaçari, o petista Luiz Caetano. A direção do partido perguntou aos seus militantes e simpatizantes qual deveria ser a atitude do PT em relação à eleição para a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB). Para 35%, o ideal seria apoiar o candidato do PMDB. A candidatura própria ficou na segunda colocação (25%), seguida do apoio a outra legenda da base do governo Jaques Wagner (19%) e o apoio a um nome do PSB, PCdoB, PDT ou PV. E tem gente que diz que o ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) anda em baixa com a militância petista.

(Alexandre Costa

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Viva a liberdade sexual e religiosa!

Do blog do Aranha.

Igreja Em São Paulo Aceita a Boiolagem Como Um Dom De Deus; Que Deu o C* de Cada Um Pra Ninguém Se Meter No Do Outro Sem Autorização

Na Comunidade Cristã Metropolitana, na Liberdade, região central de São Paulo, é mais fácil encontrar uma cabeça de bacalhau do que um heterossexual assumido. Mas ninguém é discriminado. A igreja, fundada a partir da "teologia inclusiva", contempla a diversidade sexual, ou seja, chove viado lá dentro. Inclusive já foi celebrado um casamento coletivo de casais de gays e sapatões de Jesus.

O pastor Cristiano Valério conta que entre os fiéis há oito 'ex-ex-gays'. Esclarecendo: 'ex-ex-gays' são gays que chegaram a dar testemunho no púlpito de igrejas tradicionais dando pra trás de suas funções de dar pra trás, jurando de pés-juntos que tinham deixado de ser homossexuais, mas depois não resistiram e voltaram a se relacionar com pessoas do mesmo sexo.

Para Valério não adianta nada esse negócio de reza 'desviadizante'. De acordo com ele a idéia não funciona porque "a homossexualidade não é doença e não pode ser curada". Na ICM, ao contrário, a baitolagem é recebida (ui!) como um dom de Deus. "Os 'ex-ex-gays' são pessoas que abraçaram sua sexualidade como dom de Deus. Nas suas denominações anteriores, alguns chegaram a dar testemunho no púlpito, vender DVDs contando que deixaram de ser gays, mas que agora abraçaram sua sexualidade", diz o pastor.

Psicólogo e teólogo, Cristiano Valério, 31 anos, é, ele mesmo, um dos 'ex-ex-gays'. Egresso de uma igreja evangélica tradicional, ele chegou a rejeitar sua condição sexual até conhecer, em um site, a "teologia inclusiva", criada em 1968 nos Estados Unidos. Aí surgiu a ICM, fundada em SP há dois anos e meio, que começou com reuniões entre cinco pessoas debaixo de um pé-de-pau no Parque do Ibirapuera, na Zona Sul da capital, e atualmente reúne 48 fiéis (eles juram que são fiéis). "É uma igreja nova, mas está crescendo", disse. A tendência é crescer cada vez mais. Duvida?

Ziraldo ganha Prêmio Ibero-americano de Humor Gráfico Quevedos

Madri, 9 dez (EFE).- O cartunista Ziraldo foi agraciado hoje com o VI Prêmio Ibero-americano de Humor Gráfico Quevedos pela "qualidade e importância de sua obra", "seu compromisso social" e sua "difusão e grande repercussão internacional".

O prêmio, que a cada dois anos é convocado pelos Ministérios da Cultura e de Assuntos Exteriores da Espanha, oferece 30 mil euros (US$ 38,4 mil) e é promovido pela Universidade de Alcalá de Henares, em cuja sede o júri se reuniu.

O prêmio homenageia a trajetória profissional de cartunistas espanhóis e ibero-americanos cuja obra se destaque por seu significado social e artístico.

Ziraldo nasceu em 1932, em Caratinga (MG) e seus desenhos e caricaturas deram a volta ao mundo. Um dos personagens mais famosos do caricaturista é o Menino Maluquinho, que inclusivo virou filme, e ele também é autor de livros infantis, que ilustrou.

Colaborou em vários meios de comunicação do país. Em 1963, iniciou seu trabalho no "Jornal do Brasil", onde continua publicando um tira de humor que se transformou em referência.

Ziraldo já recebeu prêmios como o internacional do Salão de Caricatura de Bruxelas e o prêmio Prensa Libre.

Tem também o prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro e o Hans Christian Andersen (2004). Foi o primeiro artista latino a elaborar a carta anual do Unicef

Quer ver a velocidade da sua conexão?

Para saber a velocidade sde sua conexão, entre nesse site.
http://www.fs.com.br/medidor/

Para ver a velocidade da hora, aperte F5
Aquele abraço!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Jovem fica surda após beijo do namorado na orelha

Uma jovem chinesa perdeu a audição do ouvido esquerdo após um beijo apaixonado do namorado. De acordo com os médicos, o tímpano esquerdo da mulher se rompeu com o beijo, informa nesta segunda o jornal Shanghai Daily.

O casal, da província de Guangdong, disse ter ouvido um estalo durante o beijo. A partir deste momento, ela passou a não escutar. Cerca de uma hora depois, eles foram a um hospital onde receberam o diagnóstico.

De acordo com o médico que os atendeu, embora não seja comum, um beijo forte pode causar desequilíbrio na pressão do ar entre os dois ouvidos e levar a um incidente como este.

Ainda segundo o especialista, a mulher será tratada e deve recuperar a audição gradualmente nos próximos dois meses.

Redação Terr

Amigos em todo o lugar.

O bom do Blog é encontrar amigos em todo o lugar.
Agora mesmo, reencontrei um grande amigo, o velho Dudu da Bahia, que está em Portugal.
Aquele abraço, meu velho!

domingo, 7 de dezembro de 2008

9 razões médicas para se fazer sexo

Descubra os motivos apontados pela ciência para manter uma vida sexual ativa. Ela ajuda a proteger o coração e até aliviar as dores
por DIOGO SPONCHIATO


Há quem diga que o mundo gira em torno dele. Verdade ou não, ninguém discute que, além de perpetuar a espécie, o sexo é a grande fonte de deleite da humanidade. E, mais do que isso, quem se dedica a essa prática como se fosse uma prazerosa modalidade esportiva ainda conquista outras benesses para o corpo e para a mente. Talvez você questione: afinal, quantas transas por dia, semana ou mês são necessárias para garantir tanta saúde assim? Não há resposta. “Até porque quantidade não tem a ver com qualidade”, diz o urologista e terapeuta sexual Celso Marzano, de São Paulo. Desde que o casal se sinta bem com uma relação diária ou semanal, o organismo já vai tirar proveito. Mas, diante dos bons efeitos que apontaremos a seguir, talvez você não pense duas vezes para intensificar sua atividade entre os lençóis.

1 - Proteção cardiovascular
O coração pode até sair ganhando de verdade quando um sexo mais caliente marca presença no dia-a-dia. “Durante a relação sexual, como em um exercício físico moderado, há um aumento temporário do trabalho cardíaco e da pressão arterial”, explica o cardiologista José Lazzoli, da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. Para preservar as artérias, contudo, é preciso suar a camisa no mínimo 30 minutos diários cinco vezes por semana. “E nem todo mundo consegue fazer sexo com essa duração e freqüência”, observa o especialista. Então, a mensagem é somar às noites intensas uma corrida ou caminhada no parque pela manhã, por exemplo. Recado à turma que tem hipertensão descontrolada ou doença coronariana: consulte o médico. Nesses casos, tanto o coração pode atrapalhar o sexo quanto ele pode atrapalhar um coração com problemas.

2 Um remédio contra a dor
Durante o bem-bom, o corpo fabrica uma porção de substâncias, entre hormônios e nurotransmissores. Uma delas é a endorfina, a mesma que dá as caras quando se pratica um exercício físico por alguns minutos. Essa molécula capaz de aliviar as sensações dolorosas é descarregada para valer no ápice da relação, o orgasmo. “Ela é o maior analgésico do nosso corpo”, afirma a médica Ruth Clapauch, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. E sua ação se prolonga após o ato sexual. Os especialistas estão começando a acreditar que, somada ao trabalho da ocitocina - outro hormônio liberado na hora do gozo -, a endorfina ajuda a aplacar dores crônicas na cabeça e nas juntas.

Alô Alô: Baiano é uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio

O empresário e publicitário baiano Marco Lessa foi eleito, pela segunda vez, uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio no Br...