terça-feira, 30 de junho de 2009

NOTÍCIAS QUE VÃO MUDAR O MUNDO (PARTE 420)

Derrete, ordinária!Valesca Popozuda arrebitou bumbum com fios de ouro, diz jornal

***

Responda depressa: qual o melhor comentário sobre a notícia acima?

a) Tem gente que não sabe onde enfia o dinheiro. Aliás, sabe.

b) Fala a verdade, economista: essa de aplicar ouro na poupança nem você conhecia, né?

c) Agora, literalmente, se derreter, dá um anel

do kibeloco

Sarney se reúne com Renan Calheiros e aliados para decidir se fica no cargo

MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), reuniu na noite desta terça-feira em sua casa alguns aliados para avaliar o impacto dos pedidos para que ele se afaste da Presidência da Casa. Ele aguarda reunião da bancada do PT para decidir se permanece no cargo.

De acordo com interlocutores, a reunião de Sarney conta com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que insiste para que o correligionário não deixe o posto. Ele tenta convencer o presidente ao dizer que só conseguiu sobreviver à crise pela qual passou em 2007 porque permaneceu no comando no Senado. Na ocasião, ele só deixou a Presidência do Senado no último minuto, mas não perdeu o mandato e agora é o um dos parlamentares mais influentes do Congresso.

A decisão de Sarney deve sair após a reunião que a bancada rachada do PT preparou para a noite de hoje na qual ela vai decidir se fica ao lado do peemedebista --como recomenda o presidente Luiz Inácio Lula da Silva-- ou se segue o DEM, PSDB e PDT, e pede o afastamento do aliado.

Oposição

O pedido de afastamento de Sarney já havia sido pedido pelas bancadas do DEM e PSDB quando o PDT decidiu fazer o mesmo. Minutos depois do senador Valdir Raupp (PMDB-RR), representando a bancada do PMDB, utilizar a tribuna para defender a permanência de Sarney, o líder do PDT, Osmar Dias (PR), anunciou que o partido apoia a licença temporária do peemedebista do comando do Senado.

Dias afirmou que o afastamento é importante para dar credibilidade às investigações. "O PDT tomou essa posição porque também fazemos parte desse Senado queremos recuperar a imagem dessa instituição. Há uma sucessão de erros administrativos nos últimos anos que mostram que o descontrole com que esta Casa está sendo administrada. Não podemos responsabilizar quem assumiu a cinco meses, mas podemos cobrar medidas para corrigir os ilícitos. Estamos defendendo uma investigação livre de qualquer influência para que ela tenha crédito perante o Senado e a sociedade", disse.

A defesa de Sarney foi feita pelo senador Valdir Raupp (RO). O líder da bancada, Renan Calheiros (AL), principal aliado do presidente da Casa estava em plenário, mas não leu o documento. A nota do partido afirma que medidas administrativas estão sendo tomadas para tentar contornar a crise que arranha a imagem da instituição. No documento, os peemedebistas dizem que há um esforço de Sarney para corrigir "erros administrativos".

"Os senadores do PMDB têm consciência das suas responsabilidades e apoiam as ações que estão sendo realizadas. Esse é o momento de grandes mudanças e por isso mesmo está apoiando o presidente Sarney e a Mesa Diretora", afirma o documento.

Do Uol

COSTA E SILVA DO SENADO

RIO - Nas memorias de 50 anos de conspirações militares (“Meio Seculo de Combate”), gravadas para Aspásia Camargo e Walter de Goes, do CPDOC da Fundação Getulio Vargas, o marechal Cordeiro de Farias contou que, uma semana antes do 31 de março de 1964, houve uma reunião no hotel Plaza, no Rio, entre quatro generais : ele Cordeiro, Castelo Branco, Costa e Silva e Riograndino Kruel.

Cordeiro havia dito a Castelo que ele levasse quem bem entendesse, mas achava ruim o Costa e Silva ir, porque até aquele momento ele não tinha se definido pela revolução. Mas Castelo levou Costa e Silva.

CORDEIRO

Cordeiro disse a Riograndino:

- “Precisamos colocar a revolução na rua imediatamente. Vá a São Paulo e acerte a mobilização do 2º Exército.

Costa e Silva, que nunca deu um só passo em prol da revolução, reagiu:

- Você continua maluco. Ninguém quer fazer a revolução.

- Isso é você. Você não quer, então não faça nada. Mas quando vier a revolução, você vai tomá-la.

E foi o que aconteceu. Costa e Silva vivia com um “entourage” enorme. Eram elementos que viviam juntos, jogavam muito juntos. Costa e Silva tinha um passado meio complicado de modo que em torno dele se reunia uma turma, vamos dizer, ambiciosa”.

ESCOLA MILITAR

“Desde que saiu da Escola Militar, Costa e Silva nunca mais leu um livro, nunca mais estudou nada. Certa vez, viajamos no mesmo avião. Eu estava lendo um livro sobre o Vietnã. Ele comentou:

- Mas você lê essas coisas?

- Leio, porque a questão do Vietnã nos interessa de perto. Caso os Estados Unidos percam esta guerra, a Ásia se tornará comunista e isso nos afetará de algum modo.

- Você é um idiota, perdendo tempo com essas coisas. Eu hoje só faço palavras cruzadas”.

CASTELO

“Eu gostava do Costa e Silva, mas o conhecia na intimidade e sabia que ele tinha se tornado um oficial relapso, no sentido do cumprimento do dever. Eu me encontrava em Curitiba, na madrugada do dia 2” (a caminho do Rio Grande do Sul, para tirar o general Ladario Teles e assumir o comando do III Exercito)

“Costa e Silva comunicou-me, por telefone, que assumira o Ministério da Guerra, sob a alegação de que era o oficial-general mais antigo no Rio. Eu era o mais antigo, mas me ausentara por três dias”.

Costa e Silva assumiu o ministerio da Guerra, criou o Comando Revolucionário e tomou conta do golpe de 64, até a posse de Castelo, levado para a presidência da Republica sobretudo por ele, como Castelo o levara para a reunião do hotel Plaza na véspera do golpe e depois o fez seu sucessor, fingindo que não queria.

SARNEY

O senador Sarney continua dando uma de Costa e Silva. Acha que tem direito a fazer todos os absurdos no Senado por ser “o parlamentar mais antigo no Congresso”. E os jornais, revistas e televisões trituram a biografia dele, todos os dias, com sequentes e irrespondíveis denuncias. Com um despudor de soneto antigo, Sarney teve a coragem de dizer, ante a Nação estupefacta, que a crise não é dele, é do Senado, e não sabe o que são os atos secretos. E nomeou secretamente neto, mãe do neto, irmão, cunhada, sobrinhas, primas,o mordomo de Roseana,“parentes e aderentes”, uma fieira interminável, como aqueles capítulos da Bíblia citando gerações.

E chegou ao supremo ridiculo: nomeou também seu pai de santo e macumbeiro, que deve ser muito fraquinho de serviço. Até agora seus despachos não fecharam o corpo de Sarney nem amarraram o diabo.

DUTRA

A candidatura do ex-senador e diretor da BR Distribuidora, José Eduardo Dutra, de Sergipe, à presidencia do PT, lançada pela velha e indestrutível aliança de Lula com seu inarredável vaqueiro José Dirceu e sua tropa de choque (era “Campo Majoritário”, hoje é “Construindo um Novo Brasil”) deixou iradas as varias Tendências do partido, como a “Mensagem”, do ministro Tarso Genro e do deputado paulista José Eduardo Cardozo, que imaginavam um chapão de unidade.

Em vez de se vingarem de Lula e José Dirceu, agridem Eduardo Dutra, dizendo que a presidência dele iria ficar muito cara para o partido, porque teriam que instalar, ao lado da sede, um bar permanentemente aberto, para ele despachar de lá, como despachava no bar-restaurante “Nova Capela”, no centro do Rio, quando era presidente da Petrobrás.

Campanha contraproducente.Lula adora o “campo majoritário etílico”.

CIRO

O PT é implacável com os companheiros e também com os aliados. Os petistas paulistas, que não querem a candidatura de Ciro Gomes a governador de São Paulo, jogaram na internet que ele não teria condições de fazer campanha porque a Justiça Eleitoral iria exigir que seus programas começassem sempre com um aviso aos telespectadores:

- “Chegou o Boca Suja. Tirem as crianças da sala”,

www.sebastiaonery.com.br

Até coveiro...

O Senado, segundo Stanislaw Ponte Preta, sempre foi “ o melhor clube do mundo, tudo de graça e ainda pagam para o socio fazer parte”. Para Darcy Ribeiro, “melhor do que o ceu, porque para entrar não é preciso morrer”. E virou de repente um palavrão.

Em Brasília, quando se quer parar uma conversa é só falar o palavrão : - “Senado”. Todo mundo se cala e a maioria vai dando no pé. Ninguem quer se comprometer. Cada dia, novas historias escabrosas ou hilarias. Sarney, romancista prolifico, já alinhou 11 escandalos só na cota dele.

O ultimo era o mordomo da mansão particular da filha Roseana Sarney, a governadora nomeada, que recebe R$12 mil pelo Senado.

COVEIRO

Agora, Sarney se superou : tem um coveiro particular que é funcionário do Senado. Parece historia absurda de Nelson Rodrigues, Rubem Fonseca, João Ubaldo Ribeiro. E está lá nos “atos secretos”.

Preocupado em garantir sua eternidade, Sarney, faraó do Maranhão, construiu, no mais antigo e pomposo edifício publico tombado de São Luis, o quadri-secular Convento das Mercês, logo à entrada, à esquerda, cercado de palmeiras, seu próprio tumulo. Por enquanto, aberto e vasio, esperando a fúnebre chegada do ansioso e apressado senhor dos bigodes pintados.

Não há tumulo sem coveiro. Sarney providenciou. Criou uma fajuta “Fundação José Sarney”, encarregada de cuidar do tumulo e pôs como diretor Raimundo Nonato Quintiliano Pereira Filho, para tomar conta.

Salário : R$3.200. Quem paga? Há 15 anos, desde 95, o Senado paga.

LIXEIRA

Segundo “O Globo”, Sarney, perguntado sobre o coveiro, ainda reclamou dos jornalistas:

- “Julguei que fosse eleito presidente para presidir politicamente o Senado e não para ficar submetido a cuidar da dispensa ou para limpar as lixeiras da cozinha do Senado”.

Sarney anda modesto. Chama seu túmulo de lixeira

De Sebastião Nery

Via blog Nani Humor

Wassup'08

A campanha de Barack Obama levou dois dos principais prêmios no festival de publicidade de Cannes, Titanium e Integrated, ao usar ferramentas de internet para mobilizar os eleitores e arrecadar recursos, informa a enviada Cristiane Barbieri na Folha.

Segundo o presidente do júri, "inspirar pessoas é o melhor que a publicidade pode fazer e a campanha provou que pode fazer história". Cannes destacou ainda o comercial Wassup'08:

Publicidade Bric - Em entrevista, Martin Sorrell, que comanda o WPP, maior grupo de agências do mundo, reagiu à previsão do presidente da Microsoft de que o mercado publicitário será "igual ou menor" após a crise. "Será igual ou maior. A visão de Steve Ballmer é mais americana, de um mercado maduro. Nos Brics, os resultados vão crescer."

Lula vs. imprensa - No fórum de software livre, sexta, "Lula diz que internet reduz poder da imprensa tradicional", título da Reuters. "Estamos vivendo um momento revolucionário da humanidade, em que a imprensa já não tem o poder que tinha. A informação já não é uma coisa seletiva, em que os detentores da informação podiam dar golpe de Estado."

Escrito por Nelson de Sá, na Coluna Toda Mídia, da Folha.

Charge: Angeli, publicada da Folha de S. Paulo

Comentário do Blog: De Lula, ninguém tá falando...

Janela da traição

Entra na pauta de votação da Câmara amanhã o projeto que autoriza a troca de partido até 30 dias antes da eleição, fazendo de setembro a janela da infidelidade. São muitos os políticos doidos para pular a cerca.

do site de claudio humberto.

Marmelada cara

O novo corte de impostos do governo garantiu ontem o preço baixo do pão nosso de todo dia. Já o do circo subiu horrores...

do site de claudio humberto.

Enquanto isso, na mídia...

Gugu a cabo - A "Veja", em reportagem de Marcelo Marthe, ouve publicitários para avaliar que Gugu Liberato não tem "o vigor do início da década, quando batia a Globo, mas atrai as classes C, D e E", daí sua contratação pela Record. Jornalista, ele terá "talk-show" na Record News e "revelou a amigos que isso abrirá espaço para que se aposente aos domingos até o fim da próxima década".

"Reality" vs. telejornal - O blog Radar, da "Veja", informa que a Record decidiu mudar o horário de "A Fazenda", que passa a ser exibido das 19h às 19h50, para concorrer com os telejornais locais da Globo e a novela das sete. Ontem o programa "rendeu 17 pontos, um bom número, mas ficou longe dos 26 alcançados pelo 'Fantástico'".

Ferrari - A coluna de Ancelmo Gois publicou no "Globo" e o Blue Bus ecoa que o jornalista Galvão Bueno, da Globo e do SporTV, "mandou fazer uma Ferrari conversível para usar pelas ruas de Mônaco".

Escrito por Nelson de Sá, na Coluna Toda Mídia, da Folha

Pergunta com sotaque

E agora, com a saída do ministro-qualquer-coisa Mangabeira Unger, quem vai falar português corretamente no Planalto?

do site de claudio humberto.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

PSOL REPRESENTA CONTRA SARNEY NESTA TERÇA


O Psol ingressará nesta terça-feira (30), ao meio dia, com uma representação no Conselho de Ética contra o presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP). Caso o colegiado aceite o pedido, a apuração pode resultar na cassacão do mandato do peemedebista, que já foi alvo nesta segunda (29) de um pedido de investigação pelo senador Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB na Casa. A legenda socialista entrará ainda com a mesma medida contra o líder do PMDB no parlamento, Renan Calheiros (AL), que já comandou o Congresso Nacional e abdicou do posto para não perder o título de senador. As ações serão entregues pela presidente da agremiação, a vereadora Heloísa Helena (AL), e pelos parlamentares da sigla: senador José Neri (PA) e deputados Ivan Valente (SP), Chico Alencar (RJ) e Luciana Genro (RS).

do Bahia Notícias.

Conar estreia campanha que marca seu novo posicionamento

Trabalho é o primeiro feito pela AlmapBBDO; Há três anos entidade não colocava uma campanha no ar


A AlmapBBDO acaba de criar campanha para o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). É o primeiro trabalho da agência para o órgão depois que a mesma assumiu a conta, no final do ano passado. “Nós agradecemos muito o trabalho feito pela Talent, toda essa colaboração por oito anos, mas passamos para outra agência parceira do Conar. Escolhemos a AlmapBBDO para renovar a comunicação”, disse Edney Narchi, vice-presidente executivo do Conar.

Havia cerca de três anos, segundo Narchi, que a entidade não colocava uma campanha no ar. “Durante esse período teve um anúncio esporádico, mas campanha mesmo, não. Além dos anúncios, essa vai mais tarde para a TV”, explicou.

A campanha, que estreou na semana passada, é composta por quatro anúncios de mídia impressa e tem como objetivo comunicar a eficiência da entidade e promover o seu rejuvenescimento.

Três peças são voltadas ao público em geral e trazem personagens sendo fotografados como prisioneiros. Um texto abaixo indica o mau uso da publicidade. A peça com o Pinóquio aborda a propaganda enganosa. Outra com um homem encapuzado, em alusão a Kun Klux Klan, rechaça o preconceito. A terceira mostra um coelhinho com uma caneca de cerveja e critica a publicidade de bebidas alcoólicas com personagens infantis.

O quarto anúncio, alltyped, é voltado a publicações especializadas e traz um texto falando da importância da entidade e negando as meias-verdades. “As peças são facilmente decodificadas mesmo por aqueles que não são interlocutores diários da publicidade”, explicou o executivo.
Todos os anúncios têm a assinatura “Propaganda boa é propaganda responsável”. “Nossa necessidade é mais pontual que conceitual. Temos problemas como a publicidade de medicamentos, de bebidas e para o público infantil. A solução criativa foi muito feliz. Passa com leveza a ideia de que existe um organismo defendendo a boa propaganda”, disse Narchi. Para o vice-presidente executivo do Conar, uma entidade como a que ele representa precisa ser lembrada e precisa que a população acredite nela. “É uma organização que não tem apoio governamental e que depende do esforço particular das agências”, completou.

A AlmapBBDO também fez a reestilização do logo do Conar.

por Cristiane Marsola, do propaganda e marketing

Charge - Renato Machado

Fama de ’pé-frio’ de Lula corre o mundo

Ricardo Stuckert/PR
Foto
Zelaya posa para fotos cumprimentando Lula: caiu ontem.





Ganha as Américas a fama de “pé-frio” do presidente Lula. Balbina Herrera, candidata do popularíssimo presidente panamenho Torrijos à sua sucessão, estava disparada nas pesquisas. Visitou Lula, tirou foto de rosto colado, gravou imagens para a tevê e... levou uma sova. Já o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, após se reunir com Lula, despencou na popularidade e, agora, foi apeado do cargo, ontem, por um golpe de Estado. Lula foi à posse do presidente de El Salvador, Maurício Fulnes, que é casado com uma petista paulistana. O homem está roendo as unhas e seus adversários cheios de esperança.

do site de claudio humberto.



Vale lembrar

O Brasil vai sediar a Copa das Confederações em 2013, um ano antes da Copa do Mundo. Será só uma prévia, mas encurta o prazo para deixar estádios, hotéis e rede de transportes públicos prontos para 2014.

do site de claudio humberto.

Sponholz

Foto

domingo, 28 de junho de 2009

100% Jesus...

A FÉ NAS PRATELEIRAS

Um outdoor da água mineral 100% Jesus, ancorado na frase Ide por todo o mundo e pregai o evangelho por todas as criaturas, está causando espanto na cidade, pelo uso ostensivo do nome de Jesus como marca comercial em nome da salvação. Uma navegada pelo site www. cemporc entojesus. com, citado no outdoor, piora o humor dos indignados. O mix de produtos avança para refrigerante, sucos, leite e cesta básica. Ou seja, em nome da fé, temos Jesus com vários sabores e prazo de validade, com a garantia da Igreja Pentencostal Primitiva do Caminho, sediada em Indaiá, Santa Catarina, onde existe a água mineral do mesmo nome (mas mundana).Vender a fé nos supermercados é novidade na praça.

Da coluna Tempo Presente (A Tarde):

DEU EM O GLOBO

O Bolsa Ditadura tornou-se uma indústria

O assalto à bolsa da Viúva conseguiu o que 21 anos de perseguições não conseguiram, avacalhou a velha esquerda

De Elio Gaspari:

Se alguém quisesse produzir um veneno capaz de desmoralizar a esquerda sexagenária brasileira dificilmente chegaria a algo parecido com o Bolsa Ditadura.

Aquilo que em 2002 foi uma iniciativa destinada a reparar danos impostos durante 21 anos a cidadãos brasileiros transformou-se numa catedral de voracidade, privilégios e malandragens. O Bolsa Ditadura já custou R$ 2,5 bilhões à contabilidade da Viúva. Estima-se que essa conta chegue a R$ 4 bilhões no ano que vem. Em 1952, o governo alemão pagou o equivalente a R$ 11 bilhões (US$ 5,8 bilhões) ao Estado de Israel pelos crimes cometidos contra os judeus durante o nazismo.

O Bolsa Ditadura gerou uma indústria voraz de atravessadores e advogados que embolsam até 30% do que conseguem para seus clientes. No braço financeiro do pensionato há bancos comprando créditos de anistiados. O repórter Felipe Recondo revelou que Elmo Sampaio, dono da Elmo Consultoria, morderá 10% da indenização que será paga a camponeses sexagenários, arruinados, presos e torturados pela tropa do Exército durante a repressão à Guerrilha do Araguaia. Como diria Lula, são 44 "pessoas comuns" que receberão pensões de R$ 930 mensais e compensações de até R$ 142 mil. Essa turma do andar de baixo conseguiu o benefício muitos anos depois da concessão de indenizações e pensões aos militantes do PC do B envolvidos com a guerrilha.

O doutor Elmo remunera-se intermediando candidatos e advogados. Seu plantel de requerentes passa de 200. Ele integrou a Comissão da Anistia e dela obteve uma pensão de R$ 8.000 mensais, mais uma indenização superior a R$ 1 milhão, por conta de um emprego perdido na Petrobras. No primeiro grupo de milionários das reparações esteve outro petroleiro, que em 2004 chefiava o gabinete do advogado Luiz Eduardo Greenhalgh na Câmara. O Bolsa Ditadura já habilitou mais de 160 milionários.

É possível que o ataque ao erário brasileiro venha a custar mais caro que todos os programas de reparações de todos os povos europeus vitimados pelo comunismo em ditaduras que duraram quase meio século. Na Alemanha, por exemplo, um projeto de 2007 dava algo como R$ 700 mensais a quem passou mais de seis meses na cadeia e tinha renda baixa (repetindo, renda baixa). Na República Tcheca, o benefício dos ex-presos não pode passar de R$ 350 mensais.

No Chile, o governo pagou indenizações de 3 milhões de pesos (R$ 11 mil) e concedeu pensões equivalentes a R$ 500 mensais. Durante 13 anos, entre 1994 e 2007, esse programa custou US$ 1,4 bilhão. No Brasil, em oito anos, o Bolsa Ditadura custará o dobro. O regime de Pinochet matou 2.279 pessoas e violou os direitos humanos de 35 mil. Somando-se os brasileiros cassados, demitidos do serviço público, indiciados ou denunciados à Justiça chega-se a um total de 20 mil pessoas. Já foram concedidas 12 mil Bolsas Ditadura e há uma fila de 7.000 requerentes.

Os camponeses do Araguaia esperaram 35 anos pela compensação. Como Lula não é "uma pessoa comum", ficou preso 31 dias em 1979 e começou a receber sua Bolsa Ditadura oito anos depois. Desde 2003, o companheiro tem salário (R$ 11.239,24), casa, comida, avião e roupa lavada à custa da Viúva. Mesmo assim embolsa mensalmente cerca de R$ 5.000 da Bolsa Ditadura. (Se tivesse deixado o dinheiro no banco, rendendo a Bolsa Copom, seu saldo estaria em torno de R$ 1 milhão.)

O cidadão que em 1968 perdeu a parte inferior da perna num atentado a bomba ao Consulado Americano recebe pelo INSS (por invalidez), R$ 571 mensais. Um terrorista que participou da operação ganhou uma Bolsa Ditadura de R$ 1.627. Um militante do PC do B que sobreviveu à guerrilha e jamais foi preso, conseguiu uma pensão de R$ 2.532. Um jovem camponês que passou três meses encarcerado, teve o pai assassinado pelo Exército e deixou a região com pouco mais que a roupa do corpo, receberá uma pensão de R$ 930.

Nesses, e em muitos outros casos, Millôr Fernandes tem razão: "Quer dizer que aquilo não era ideologia, era investimento?"

FRASE DO DIA
A questão central é que, hoje, Lula e Sarney são unha e carne, faces da mesma moeda. Por incrível que pareça, eles não se distinguem, o que é estranho pelas histórias tão distintas. A crise ética no Brasil chegou a tal ponto que não há mais distinção entre o Lula e o Sarney.
Marco Antonio Villa, professor de história da Universidade Federal de São Carlos, em entrevista à Folha de S. Paulo
do blog do Noblat.

Pergunta ecológica

Pendurada no ombro do presidente Lula, muda e quieta, adivinha quem é a verdadeira “mulher-samambaia”?

do site de claudio humberto.

Sponholz

Foto

PT quer eleger 120 deputados e 30 senadores

O presidente Lula ordenou à cúpula do PT o fim das divergências com partidos aliados nos estados, como o PMDB, porque considera mais importante priorizar a eleição das bancadas na Câmara e sobretudo no Senado, onde diz “sofrer muito” por não contar com maioria confortável. Para que sua eventual sucessora Dilma Rousseff “consiga governar”, Lula fixou a meta de eleger 120 deputados federais e trinta senadores.

do site de claudio humberto.

sábado, 27 de junho de 2009

ARRAIÁ DO TORTO, NA GRANJA


Hoje tem arraiá na Granja do Torto, patrocinado pelo presidente Lula e D. Marisa. Seus ministros e auxiliares estarão presentes, vestidos a caráter (a pedido do casal presidencial) , mas se pede que os convidados levem um prato junino. Lula reverencia os santos do mês, São João, São Pedro e Santo Antônio. Mais ainda: pede que não compareçam com carro oficial. Aí, surge um problema: carro particular não admite bebida alcoólica em razão da "lei seca", ir e voltar de táxi não fica bem. É provável que muitos caipiras prefiram (o que é difícil no Torto) esquecer a boa pinga. Será que José Sarney vai, vestido de Jeca Tatu? A pré-candidata Dilma Rousseff não comparece. Está em Porto Alegre. Bem, a festa começa às 21h. Quem quiser pode esbanjar à vontade. Amanhã é domingo, dia de ressaca.

(Samuel Celestino)

SARNEY JÁ ESTARIA EM MINORIA NO SENADO


Sob forte pressão para que se afaste do cargo, o presidente do Senado, José Sarney, ainda conta com 43% de 68 senadores (são 81) ouvidos em enquete pela "Folha de S.Paulo" que a divulga na edição que circulará neste domingo. As pressões são crescentes e devem aumentar nesta semana que entra, com posições do DEM e do PSDB, opositores do governo Lula que, por sua vez, protege o maranhense. O seu clã, segundo o jornal, emplacou nove integrantes da sua família na instituição e seu neto, José Adriano Sarney, estaria supostamento envolvido em financiamentos a servidores da Casa, consignados a bancos, com a intermediação da sua empresa de consultoria. Sarney, com 43% de apoios, já está em desvantagem. Parte do PMDB, liderados pelo gaúcho Pedro Simon, também quer o seu afastamento e senadores petistas já se inclinam nesta direção.

(Samuel Celestino)

- -Clique acima para maiores informações.

Alô Alô: Baiano é uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio

O empresário e publicitário baiano Marco Lessa foi eleito, pela segunda vez, uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio no Br...